JCR: 0,634; SJR: 0,396; H Index Scopus: 26; Qualis na área de Enfermagem: A1

ISSN: 1518-8345

  • USP
  • Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto USP
  • Who Collaborating Centre

Número Atual: V25

Editorial

Mudando a mente: hipnose e diabetes

Changing the mind: hypnosis and diabetes

Maria da Graça Pereira

Historicidade das maneiras de impactar as práticas com os conhecimentos produzidos

Historicity of the ways in which knowledge production impacts practice

Maria Itayra Coelho de Souza Padilha

A Rede Regional de Educação Interprofissional em Saúde da OPAS/OMS

The PAHO/WHO Regional Network of Interprofessional Health Education

Sabrina de Souza Elias Mikael, Silvia Helena De Bortoli Cassiani, Fernando Antonio Menezes da Silva

Métricas de avaliação em ciência: estado atual e perspectivas

Evaluation metrics in science: current status and prospects

Lilian Nassi-Calò

Protagonismo da Enfermagem nas Metas da ONU para a saúde dos povos

Nursing Protagonism in the UN Goals for the people’s health

Isabel Amélia Costa Mendes, Carla Aparecida Arena Ventura

Artigos Originais

New

Efeito moderador do sexo em atitudes para a comunicação, inteligência emocional e empatia em enfermagem

The moderator effect of sex on attitude toward communication, emotional intelligence, and empathy in the nursing field

María del Carmen Giménez-Espert, Vicente-Javier Prado-Gascó

Objetivos: analisar as diferenças nas variáveis que são objetivo deste estudo (atitude para a comunicação, inteligência emocional e empatia) em função do sexo, calcular as correlações entre as variáveis para homens e mulheres, e por último analisar os modelos de regressão em função do sexo. Método: foi utilizado o instrumento Escala de Atitudes frente à Comunicação (ACO) para mensurar atitudes para a comunicação, A Jefferson Scale of Empathy para mensurar empatia e o Trait Meta Mood Scale 24 para mensurar inteligência emocional. A amostra do estudo foi de 450 enfermeiras de 7 hospitais de Valência, Espanha. Para comprovar se havia diferenças estatisticamente significativas utilizou-se o teste estatístico t para amostras independentes com a aplicação prévia do teste de Levene para comprovar a igualdade de variâncias. As correlações foram analisadas mediante o coeficiente de Pearson. Foram comprovados os coeficientes Beta das variáveis preditoras sobre as dimensões de ACO, com a regressão linear múltipla hierárquica em função do sexo. Resultados: Existem diferenças estatisticamente significativas nas variáveis estudadas em função do sexo, nas suas correlações e no seu poder de predição. Conclusões: neste estudo mostram-se evidências de como os níveis das variáveis (atitude para a comunicação, IE e empatia) nas enfermeiras, são diferentes em função do sexo, assim como as relações que se estabelecem entre elas.

New

A utilidade do registros médico: fatores associados aos erros de medicamentos em pacientes com doenças crônicas

The utility of the records medical: factors associated with the medication errors in chronic disease

Hellen Lilliane da Cruz, Flávia Karla da Cruz Mota, Lorena Ulhôa Araújo, Emerson Cotta Bodevan, Sérgio Ricardo Stuckert Seixas, Delba Fonseca Santos

Objetivo: Este estudo descreve o desenvolvimento da história de medicação a partir dos prontuários médicos para medir os fatores associados aos erros de medicamentos em pacientes com doenças crônicas, em Diamantina, Minas Gerais. Métodos: Estudo retrospectivo e observacional de dados secundários, por meio da revisão de prontuários de pacientes hipertensos e diabéticos, de março a outubro de 2016. Resultados: A idade média dos pacientes foi de 62,1±14,3 anos. Prevaleceu o número de atividades de cuidados básicos de enfermagem (95,5%) e as consultas médicas foram de 82,6%. A polifarmácia foi registrada em 54% da amostra e a revisão das listas de medicamentos por um farmacêutico revelou que 67,0% dos medicamentos incluíam pelo menos um risco. Os riscos mais comuns foram: interação entre medicamentos (57,8%), risco renal (29,8%), risco de queda (12,9%) e terapias duplicadas (11,9%). Os fatores associados à história de erros de medicamentos foram doenças crônicas e polifarmácia, que persistiram em análises multivariadas, com razão de prevalência (RP) ajustadas por doenças crônicas, diabetes RP 1.55 (95% IC 1.04-1.94), diabetes/hipertensão RP 1.6 (95% IC 1.09-1.23) e polifarmácia RP 1,61 (95% IC 1,41-1,85), respectivamente. Conclusão: Os erros de medicamentos são conhecidos por comprometer a segurança do paciente. Isso levou à sugestão de que a reconciliação de medicamentos como ponto de entrada nos sistemas de saúde, coordenando com cuidados contínuos e uma abordagem centrada no paciente para pessoas e suas famílias.

New

Sistemas de informação clínica para o manejo da tuberculose na atenção primária à saúde

Clinical information systems for the management of tuberculosis in primary health care

Eliabe Rodrigues de Medeiros, Sandy Yasmine Bezerra e Silva, Cáthia Alessandra Varela Ataide, Erika Simone Galvão Pinto, Maria de Lourdes Costa da Silva, Tereza Cristina Scatena Villa

Objetivo: analisar os sistemas de informação clínica utilizados no manejo da tuberculose na Atenção Primária à Saúde. Método: estudo transversal, descritivo e quantitativo, realizado com 100 profissionais de saúde com dados coletados a partir de questionário para avaliação da capacidade institucional local para o modelo de atenção às condições crônicas, adaptado para a atenção à tuberculose. A análise foi realizada por meio da estatística descritiva e inferencial. Resultados: os Enfermeiros e os Agentes Comunitários de Saúde tiveram classificação razoável com média de 6,4 e 6,3, respectivamente. O município foi classificado com capacidade razoável, média 6,0 e desvio-padrão 1,5. As Unidades de Saúde da Família tiverem capacidade superior às Unidades Básicas de Saúde e Unidades Mistas, embora não apresentado relevância estatística. Os prontuários clínicos e dados sobre portadores de tuberculose, itens dos sistemas de informação clínica, tiverem maior classificação, razoável, com média de 7,3 e desvio-padrão de 1,6 e registro de portadores de TB, com média de 6,6 e desvio-padrão de 2,0. Conclusão: os sistemas de informação clínica estão presentes no município, principalmente em prontuários e dados sobre os pacientes, e possuem a contribuição de profissionais com vínculo para com os portadores de tuberculose.

New

Percepção de pacientes ostomizados sobre os cuidados de saúde recebidos

Ostomy patients’ perception of the health care received

Candela Bonill-de las Nieves, Concepción Capilla Díaz, Miriam Celdrán-Mañas, José Miguel Morales-Asencio, Sandra Milena Hernández-Zambrano, César Hueso-Montoro

Objetivo: descrever a percepção dos pacientes ostomizados sobre os cuidados de saúde recebidos, bem como suas necessidades e sugestões para melhorar o sistema de saúde. Método: foi realizado um estudo fenomenológico qualitativo, envolvendo entrevistas individuais e semiestruturadas sobre as experiências de vida de 21 adultos com estoma digestivo. Os participantes foram selecionados seguindo uma abordagem de amostragem proposital. A análise se baseou na comparação constante dos dados, na incorporação progressiva dos sujeitos e na triangulação entre pesquisadores e enfermeiros estomaterapeutas. O software Atlas.ti foi utilizado. Resultados: a percepção sobre os cuidados de saúde recebidos está intimamente relacionada ao processo de informação e à formação para cuidar do estoma, abrangendo desde a pele periestomal até a dieta. O trabalho realizado pelos enfermeiros estomaterapeutas deve ser destacado, garantindo suporte durante todas as etapas do processo. Conclusão: os resultados contribuem para atender às principais necessidades dos pacientes (enfermeiras melhor preparadas, listas de espera mais curtas, informações sobre relações sexuais, inclusão de membros da família ao longo do processo) e recomendações para melhorar os cuidados de saúde para facilitar sua adaptação à nova condição de ostomizado digestivo.

New

O cumprimento do plano de parto e sua relação com os resultados maternos e neonatais

Birth plan compliance and its relation to maternal and neonatal outcomes

Pedro Hidalgo-Lopezosa, María Hidalgo-Maestre, Maria Aurora Rodríguez-Borrego

Objetivo: conhecer o grau de cumprimento das solicitações que as mulheres registram nos seus planos de parto e determinar sua influência nos principais resultados obstétricos e neonatais. Método: estudo retrospectivo, descritivo e analítico com 178 mulheres com plano de parto em hospital de terceiro nível. Critérios de inclusão: gestação de baixo risco, apresentação cefálica, parto único a termo. Cesarianas agendadas e urgentes sem trabalho de parto foram excluídas. Foi realizada análise descritiva e inferencial das variáveis. Resultados: o plano de parto foi majoritariamente cumprido em apenas 37% das mulheres. O grupo de mulheres cujo cumprimento foi baixo (menor ou igual a 50%) teve percentagem de cesarianas de 18,8% e seus filhos tiveram resultados piores no teste de Apgar e pH do cordão, enquanto que em mulheres com alto cumprimento (75% ou mais), a porcentagem de cesáreas caiu para 6,1% e seus filhos apresentaram melhores resultados. Conclusão: o plano de parto tem um baixo grau de cumprimento. Quanto maior o cumprimento, melhores são os resultados maternos e neonatais. O plano de parto pode ser uma ferramenta eficaz para alcançar melhores resultados para a mãe e seu filho. São necessárias medidas para melhorar seu grau de cumprimento.

New

Construção e validação de um protocolo assistencial de enfermagem em anestesia

Construction and validation of a nursing care protocol in anesthesia

Cassiane de Santana Lemos, Vanessa de Brito Poveda, Aparecida de Cassia Giane Peniche

Objetivo: Construir e validar um protocolo assistencial de enfermagem em anestesia. Método: Estudo metodológico de validação de face e do conteúdo, julgando clareza, relevância, pertinência e abrangência de um protocolo assistencial, elaborado a partir de revisão integrativa de literatura anterior e fundamentado no modelo conceitual de assistência de enfermagem perioperatória de Castellanos e Jouclas. O protocolo foi submetido à avaliação por cinco especialistas anestesiologistas e enfermeiros de centro cirúrgico. Os resultados foram analisados por meio do índice de validade de conteúdo. Resultados: Dentre os 119 itens avaliados pelos especialistas, 11 (9,2%) itens do instrumento apresentaram índice de validade de conteúdo <80% e sofreram modificações. Os itens com discordância foram relativos à seleção e disponibilidade de materiais e equipamentos, principalmente antes da indução anestésica. O índice de validade de conteúdo obtido para os diferentes itens propostos após as alterações citadas variou de 80 a 100% nos três períodos da anestesia, indicando validade adequada do conteúdo proposto. Conclusão: O protocolo assistencial de enfermagem em anestesia foi considerado válido.

Estado respiratório de pacientes adultos no período pós-operatório de cirurgias torácicas ou abdominal superior

Respiratory status of adult patients in the postoperative period of thoracic or upper abdominal surgeries

Alana Gomes de Araujo Almeida, Lívia Maia Pascoal, Francisco Dimitre Rodrigo Pereira Santos, Pedro Martins Lima Neto, Simony Fabíola Lopes Nunes, Vanessa Emille Carvalho de Sousa

Objetivo: avaliar o estado respiratório de pacientes adultos no pós-operatório por meio da análise do resultado de enfermagem Estado Respiratório. Método: estudo descritivo e transversal desenvolvido com 312 pacientes. Dezoito indicadores da Classificação dos Resultados de Enfermagem (Nursing Outcomes Classification - NOC) foram avaliados e classificados utilizando um questionário contendo escalas Likert e definições. Foram realizadas análises descritivas e de correlações. Resultados: os indicadores clínicos mais comprometidos foram tosse (65,5%), ausculta de sons respiratórios (55%) e frequência respiratória (51,3%). Fatores associados com escores NOC comprometidos para indicadores clínicos específicos foram gênero, idade, dor e anestesia geral. Conclusões: certos indicadores clínicos do estado respiratório foram mais comprometidos do que outros em pacientes no pós-operatório. O paciente e as variáveis relacionadas aos pacientes e ao contexto podem afetar o nível de comprometimento respiratório.

Construção e validação de um algoritmo para aplicação de laser no tratamento de ferida

Development and validation of an algorithm for laser application in wound treatment

Diequison Rite da Cunha, Geraldo Magela Salomé, Marcelo Renato Massahud Junior, Bruno Mendes, Lydia Masako Ferreira

Objetivo: construir e validar um algoritmo para laserterapia em feridas. Método: estudo metodológico e de revisão da literatura. Para a construção do algoritmo, foi realizada revisão junto às bases de dados em Ciências da Saúde dos últimos 10 anos. A avaliação do algoritmo foi feita por 24 participantes, sendo estes fisioterapeutas, médicos e enfermeiros. Para análise dos dados, utilizou-se o Coeficiente Alfa de Cronbach e o teste Qui-quadrado para independência. O nível de significância do teste estatístico foi estabelecido em 5% (p<0,05). Resultados: as respostas dos profissionais sobre a facilidade de leitura do algoritmo indicaram: 41,70% para ótimo; 41,70% para bom; 16,70% para regular. Quanto à opinião dos participantes, se o algoritmo era suficiente para apoiar as suas decisões relacionadas à avaliação da ferida e à limpeza da ferida, 87,5% afirmaram que sim para ambas as questões; sobre a opinião dos participantes se o algoritmo continha informações suficientes para apoiar a sua decisão quanto à escolha dos parâmetros do laser, 91,7% afirmaram que sim. Com relação ao teste de Coeficiente Alfa de Cronbach, observou-se que o questionário apresenta confiabilidade (α=0,962). Conclusão: o algoritmo construído e validado demonstrou confiabilidade para avaliação, limpeza e uso de laserterapia em feridas.

Análise do padrão respiratório ineficaz e ventilação espontânea prejudicada de adultos com oxigenoterapia

Analysis of ineffective breathing pattern and impaired spontaneous ventilation of adults with oxygen therapy

Deborah Hein Seganfredo, Beatriz Amorim Beltrão, Viviane Martins da Silva, Marcos Venícios de Oliveira Lopes, Stela Maris de Jezus Castro, Miriam de Abreu Almeida

Objetivo: analisar como se manifestam as características definidoras dos diagnósticos de enfermagem padrão respiratório ineficaz e ventilação espontânea prejudicada, da NANDA Internacional, e as características definidoras identificadas na literatura para o conceito “ventilação”, em pacientes adultos hospitalizados em unidade de terapia intensiva com uso de oxigenoterapia. Método: estudo de validação clínica diagnóstica, realizado com 626 pacientes em terapia intensiva em uso de oxigenoterapia, em três modalidades distintas. A análise de correspondências múltiplas foi utilizada para verificação da capacidade discriminativa das características definidoras e a análise de classe latente para determinação da acurácia diagnóstica das mesmas, com base no nível de gravidade definido a partir do modo ventilatório empregado. Resultados: na análise de correspondências múltiplas, demonstrou-se que a maioria das características definidoras apresentou baixa capacidade discriminativa e baixo percentual de variância explicada para duas dimensões (diagnósticos). Modelos de classe latente, ajustados para os dois diagnósticos, separadamente, apresentaram pior ajuste com compartilhamento de algumas características definidoras. Modelos ajustados por nível de gravidade (modo de ventilação) apresentaram melhor ajuste e estrutura das características definidoras componentes. Conclusão: evidências clínicas obtidas no presente estudo parecem demonstrar que o conjunto de características definidoras dos dois diagnósticos de enfermagem estudados melhor se ajustam em um único constructo.

Impacto de dois bundles na infeção relacionada a cateter central em pacientes críticos

Impact of two bundles on central catheter-related bloodstream infection in critically ill patients

Cristobal Felipe Padilla Fortunatti

Objetivo: Avaliar o impacto da implementação de bundles de inserção e manutenção nas taxas de infecção da corrente sanguínea relacionada a cateter venoso central numa unidade de terapia intensiva. Método: Trata-se de um estudo quase-experimental do tipo antes e depois com grupo de controle não equivalente. Durante um período de seis meses, foram implementados bundles para inserção e manutenção dos cateteres venosos centrais. Foram elaboradas diretrizes de supervisão para avaliar a conformidade com os bundles e as características dos cateteres. Resultados: Observaram-se 444 cateteres centrais correspondentes a 390 pacientes, dos quais 68,7% foram inseridos na unidade. Os bundles de manutenção e inserção atingiram 62,9% e 94,7% de conformidade respectivamente, e 50,7% das inserções foram supervisadas. Comparado com o grupo de controle, foi possível observar uma diminuição de 54,5% na taxa de infeção do cateter central (3,48 v/s 1,52 x 1000 dias/cateter, p<0.05). Conclusão: O uso simultâneo de bundles de inserção e manutenção tem impacto positivo na diminuição da taxa de infecção da corrente sanguínea relacionada a cateter venoso central, representando uma alternativa eficiente para melhorar a qualidade e segurança assistencial em unidades de alta complexidade.

Intervenções por telefone na adesão ao recebimento do laudo colpocitológico: ensaio clínico randomizado

Telephone interventions in adherence to receiving the Pap test report: a randomized clinical trial

Ana Izabel Oliveira Nicolau, Thaís Marques Lima, Camila Teixeira Moreira Vasconcelos, Francisco Herlânio Costa Carvalho, Priscila de Souza Aquino, Ana Karina Bezerra Pinheiro

Objetivo: testar a eficácia das intervenções comportamental e educativa, por telefone, para o comparecimento feminino à consulta para recebimento do laudo colpocitológico. Método: ensaio clínico randomizado, com amostra randomizada em três grupos: telefonema-educativo (n=171), telefonema-lembrete (n=171) e comparação (n=169). Os critérios de inclusão consistiram em ser maior de idade, ter iniciado atividade sexual, realizar o exame preventivo durante o estudo e possuir telefone móvel ou fixo. Foi aplicado ao grupo educativo, por telefonema, roteiro embasado na entrevista motivacional e nas diretrizes brasileiras. Já o comportamental recebeu telefonema-lembrete da consulta. Ao grupo comparação, foi disponibilizado o cartão de agendamento de retorno. Resultados: as mulheres que receberam uma das intervenções apresentaram taxa de 7,3% de não retorno e aumento de 39% (RR IC95%: 1,24-1,55) na proteção contra tal desfecho. Na análise individual das intervenções, provou-se que ambas são eficazes, pois o telefonema-lembrete evita em 40% (RR IC95%: 1,25-1,57) o não comparecimento da mulher ao serviço e, o telefonema-educativo, em 37% (RR IC95%: 1,22-1,54). As taxas de não retorno foram de 6,5 e 8,2%, respectivamente, contra 33,1% do grupo comparação. Conclusão: as intervenções testadas demonstraram maior eficácia no contexto educativo e comportamental, em relação ao atendimento habitual, por motivarem o recebimento do laudo colpocitológico. Registro de ensaio clínico: RBR-w3vnc.

Processo de trabalho dos docentes de enfermagem

Work process of nursing professors

Denisse Parra Giordano, Vanda Elisa Andres Felli

Objetivo: analisar o processo de trabalho dos docentes de enfermagem. Método: estudo descritivo, exploratório e qualitativo, desenvolvido com enfoque em epidemiologia crítica e realizado em uma Escola de Enfermagem do Chile. Os sujeitos da pesquisa corresponderam a 17 docentes de enfermagem, com os quais foram realizadas entrevistas individuais semiestruturadas e nove participaram de um grupo focal. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética. Resultados: 88,2% eram do sexo feminino, média de idade de 42 anos, 47% eram casados, 94% eram chilenos, tempo médio na instituição de 2,8 anos e 23,5% tinham mestrado. Quanto ao processo de trabalho, o objeto do trabalho foi considerado os estudantes, as ferramentas utilizadas foram o conhecimento e a experiência como enfermeiro, o ambiente foi considerado bom; quanto à forma de organização, 76% tinham uma jornada de trabalho de 44 horas semanais, o salário foi considerado inadequado e a carga de trabalho foi maior do que a contratada. A dialética do processo de trabalho de enfermagem é evidenciada, demonstrando a contraposição representada pelos salários inadequados e pela sobrecarga de trabalho diante do bom ambiente de trabalho, da realização pessoal e da transcendência que vai muito além do trabalho. Conclusões: o processo de trabalho permite descrever os componentes do trabalho dos docentes de enfermagem, corroborando os resultados da literatura e mostrando a dialética no processo de trabalho em enfermagem.

Dependência do tabaco entre a população psiquiátrica e a população geral

Tobacco addiction in the psychiatric population and in the general population

Renata Marques de Oliveira, Jair Lício Ferreira Santos, Antonia Regina Ferreira Furegato

Objetivo: estimar o grau de dependência do tabaco, identificando os fatores independentes associados e comparando a população psiquiátrica dos níveis secundário e terciário de atenção à saúde com a população geral da rede básica de saúde. Método: estudo epidemiológico de corte transversal, em um município paulista, com 134 fumantes do Ambulatório de Saúde Mental, do Hospital Psiquiátrico e de uma Unidade Básica de Saúde. Foram realizadas entrevistas individuais, com registro das respostas em dispositivo móvel e o tratamento estatístico no Stata/12. Resultados: dos 134 participantes, 54,5% eram mulheres. Enquanto 49,1% da população psiquiátrica tinha média/elevada dependência do tabaco, 58,3% dos fumantes da população geral tinha dependência muito baixa/baixa. No modelo de regressão de Poisson, foi indicada maior prevalência de fumantes com dependência elevada entre os homens (Razão de Prevalência-RP de 1,41), pessoas com até 49 anos de idade (de 15 a 29 anos, RP=4,06; de 30 a 39 anos, RP=2,96; de 40 a 49 anos, RP=1,84), com transtornos mentais graves (RP=3,05), transtornos ansiosos/outros (RP=3,98) e com risco alto de suicídio (RP=1,55). Conclusão: a dependência do tabaco foi maior entre a população psiquiátrica que entre a população geral. Os fatores independentes associados à intensa dependência foram sexo, grupo etário, diagnóstico e risco atual de suicídio. A reflexão decorrente desses resultados contribui para que a enfermagem dê maior atenção ao tema, o qual é negligenciado nos serviços de saúde mental.

Incidência e fatores de risco para infecção de sítio cirúrgico em cirurgias gerais

Incidence and risk factors for surgical site infection in general surgeries

Rafael Lima Rodrigues de Carvalho, Camila Cláudia Campos, Lúcia Maciel de Castro Franco, Adelaide De Mattia Rocha, Flávia Falci Ercole

Objetivo: estimar a incidência de infecção de sítio cirúrgico em cirurgias gerais de um hospital brasileiro de grande porte, identificando fatores de risco e microrganismo prevalente. Método: estudo de coorte não concorrente com 16.882 informações de pacientes submetidos a cirurgias gerais no período entre 2008 e 2011. Realizada análise descritiva, bivariada e multivariada. Resultado: identificada incidência de infecção de sítio cirúrgico de 3,4%. Os fatores de risco associados à infecção de sítio cirúrgico foram: tempo de internação pré-operatório maior que 24 horas; tempo de duração da cirurgia, em horas; potencial de contaminação da ferida operatória classificado em potencialmente contaminada, contaminada e infectada; e índice ASA classificado em ASA II, III e IV/V. Staphyloccocus aureus e Escherichia coli foram identificados. Conclusão: a incidência apresentou-se menor que estudos nacionais em cirurgias gerais. Os fatores de risco corroboram com aqueles apresentados pelo índice de risco de infecção cirúrgica do National Nosocomial Infection Surveillance System, com a adição do tempo de internação pré-operatória. A identificação da real incidência de infecção de sítio cirúrgico em cirurgias gerais e dos fatores de risco associados podem respaldar ações da equipe de saúde com o intuito de minimizar as complicações causadas pela infecção de sítio cirúrgico.

Competência para o autocuidado na administração de insulina por idosos septuagenários ou mais de idade

Self-care competence in the administration of insulin in older people aged 70 or over

Mayara Sousa Vianna, Patrícia Aparecida Barbosa Silva, Cíntia Vieira do Nascimento, Sônia Maria Soares

Objetivo: analisar a competência para o autocuidado na administração de insulina por idosos septuagenários ou mais de idade. Método: estudo transversal, com 148 idosos septuagenários ou mais de idade, que realizavam autoadministração de insulina. A coleta de dados deu-se por meio de questionário estruturado e guia adaptado para aplicação da Escala para Identificação da Competência do Diabético para o Autocuidado, no domicílio dos participantes. Na análise dos dados, foram compreendidos testes estatísticos descritivos e inferenciais, com regressão logística forward. Resultados: a prevalência da competência para o autocuidado na administração de insulina foi de 35,1%. Lavagem das mãos foi o erro mais frequente na autoaplicação de insulina. A competência para o autocuidado apresentou associação negativa para os aposentados e associação positiva para os idosos que realizavam glicemia capilar e prega subcutânea, durante a aplicação de insulina. Conclusão: a competência para o autocuidado foi baixa e esteve associada tanto às características sociodemográficas e clínicas quanto ao desempenho do idoso para a autoaplicação de insulina.

Financiamento:CNPqSIBi

Contato

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP
Revista Latino-Americana de Enfermagem
Av. Bandeirantes, 3900 - Vila Monte Alegre
CEP: 14040-902 - Ribeirão Preto, SP, Brasil

Telefone: +55 (16) 3315-3451, +55 (16) 3315-4407
E-mail: rlae@eerp.usp.br