JCR: 0,634; SJR: 0,396; H Index Scopus: 26; Qualis na área de Enfermagem: A1

ISSN: 1518-8345

  • USP
  • Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto USP
  • Who Collaborating Centre

Número: V23N4

Editorial

Meus Desejos por Metas Globais de Pesquisa em Enfermagem

My Wish for a Global Research Agenda in Nursing

Afaf Ibrahim Meleis

Artigos Originais

Estudo da Bota de Unna comparado à bandagem elástica em úlceras venosas: ensaio clínico randomizado

A study of the Unna Boot compared with the elastic bandage in venous ulcers: a randomized clinical trial

Alcione Matos de Abreu, Beatriz Guitton Renaud Baptista de Oliveira

Objetivo: analisar o processo de reparo tecidual de pacientes com úlcera venosa em uso da terapia compressiva inelástica (Bota de Unna), em comparação ao uso da bandagem elástica. Método: ensaio clínico controlado randomizado em que os pacientes (n=18) foram alocados em dois grupos, os que utilizavam a Bota de Unna (grupo B) e os que utilizavam a atadura elástica (grupo A). O tempo de seguimento da pesquisa foi de treze semanas. Resultados: ocorreu redução significativa, no nível de 5%, na área, em centímetros quadrados, das úlceras do grupo B (p<0,0001) ao longo de todo o tratamento, e tendência do grupo A à redução, na área da úlcera, em centímetros quadrados (p=0,06), apenas após a quinta semana. Conclusão: o tratamento com a Bota de Unna apresentou melhor resultado em úlceras venosas com áreas superiores a 10cm², e a atadura elástica com a gaze Petrolatum® em úlceras venosas inferiores a 10cm². Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos: Trial (req: 195) e WHO UTN U1111-1122-5489.

Autocuidado de pacientes com insuficiência cardíaca

Self-care in heart failure patients

Ana Paula da Conceição, Mariana Alvina dos Santos, Bernardo dos Santos, Diná de Almeida Lopes Monteiro da Cruz

Objetivo: descrever o comportamento de autocuidado e seus fatores associados em amostra de pacientes brasileiros com insuficiência cardíaca. Método: estudo transversal descritivo, com amostra não probabilística de 116 pacientes ambulatoriais em tratamento para a insuficiência cardíaca. O autocuidado foi avaliado pela Self-Care of Heart Failure Index v 6.2, (escores ≥70 pontos=autocuidado adequado). Aplicados testes de associação, adotando-se um nível descritivo de 0,05. Resultados: a idade média dos participantes era de 57,7 (desvio-padrão=11,3) anos; 54,3% homens; escolaridade média de 5,5 (desvio-padrão=4,0) anos de estudo e 74,1% em classe funcional II-III. As médias dos escores nas subescalas da Self-Care of Heart Failure Index v 6.2, indicaram autocuidado inadequado (manutenção do autocuidado: 53,2 (desvio-padrão=14,3), manejo do autocuidado: 50,0 (desvio-padrão=20,3) e confiança do autocuidado: 52,6 (desvio-padrão=22,7)), assim como foram baixas as frequências de participantes com autocuidado adequado (manutenção do autocuidado (6,9%), manejo do autocuidado (14,7%) e confiança do autocuidado (19%). Escores mais elevados do Self-Care of Heart Failure Index, v.6, foram associados com: fração de ejeção ventricular esquerda menor (p=0,001), maior tempo de experiência com a doença (p=0,05) e acompanhamento conjunto do profissional médico e enfermeiro (p=0,007). Conclusão: são necessários investimentos para melhorar o comportamento de autocuidado e a enfermagem pode ter papel relevante nessa melhora.

Relação entre queixas apresentadas por pacientes na urgência e o desfecho final

Relationship between complaints presented by emergency patients and the final outcome

Helisamara Mota Guedes, Kesia Meiriele Souza, Patrícia de Oliveira Lima, José Carlos Amado Martins, Tânia Couto Machado Chianca

Objetivo: relacionar queixas apresentadas pelos pacientes classificados pelo Sistema de Triagem de Manchester em um pronto-socorro com o desfecho final (alta/óbito/transferência). Métodos: estudo de coorte prospectivo, realizado com 509 pacientes que deram entrada no pronto-socorro e que nele permaneceram por mais de 24 horas após a admissão, sendo acompanhados até o desfecho final. Os dados foram digitados e analisados com estatística descritiva e analítica em um pacote estatístico. Resultados: entre os pacientes, 59,3% eram do sexo masculino, com idade média de 59,1 anos. As queixas principais eram de mal-estar no adulto (130–22,5%), dispneia em adulto (81–14,0%), dor abdominal em adulto (58–10,0%), alterações de comportamento (34–5,9%), sendo que, desses, 87% recebeu alta. Foram encontrados mais óbitos nos pacientes classificados nas cores mais graves, sendo 42,8% classificados como vermelho, 17,0% laranja e 8,9% como amarelo. Entre os pacientes classificados como verde, 9,6% evoluiu para óbito. Conclusão: nas diversas cores do Sistema de Triagem Manchester, o óbito prevaleceu nos pacientes que apresentaram a queixa de mal-estar no adulto, dispneia, sofreram trauma craniano, trauma maior, diarreia e vômito. Quanto maior a prioridade clínica maior a prevalência de óbito.

Fatores associados ao conhecimento da equipe de enfermagem de um hospital de ensino sobre hemotransfusão

Factors associated with knowledge of the nursing staff at a teaching hospital on blood transfusion

Jordânia Lumênia Tavares, Elizabeth Barichello, Ana Lúcia De Mattia, Maria Helena Barbosa

Objetivo: verificar se há associação entre o conhecimento dos profissionais da equipe de enfermagem sobre hemotransfusão e as variáveis relacionadas aos aspectos profissionais. Método: trata-se de um estudo observacional, transversal, quantitativo, realizado em um hospital geral, de ensino e de grande porte. A amostra foi constituída por 209 profissionais da equipe de enfermagem, obtida por sorteio aleatório simples. A coleta de dados utilizou um instrumento do tipo checklist. Na análise univariada, utilizaram-se estatística descritiva e medidas de centralidade e de dispersão. Na análise bivariada, utilizaram-se o Teste t de Student, a análise de variância e a correlação de Pearson. Para determinar os preditores, utilizou-se a regressão linear múltipla. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (Parecer n° 2434). Resultados: a média de escore geral de conhecimento foi de 52,66%, na Etapa Pré-transfusional foi de 53,38%; na Etapa Transfusional, 51,25%; e na Etapa Pós-transfusional, 62,68%. Os fatores relacionados ao conhecimento foram categoria profissional e receber treinamento e/ou orientação para a realização do processo transfusional (p<0,01). Conclusão: este estudo evidenciou a influência do treinamento e orientação sobre o conhecimento e forneceu um diagnóstico para a identificação das dificuldades dos profissionais relacionadas ao processo transfusional.

Reflexologia podal no comprometimento dos pés de pessoas com diabetes mellitus tipo 2: ensaio randomizado

Foot reflexology in feet impairment of people with type 2 diabetes mellitus: randomized trial

Natália Chantal Magalhães da Silva, Érika de Cássia Lopes Chaves, Emilia Campos de Carvalho, Leonardo César Carvalho, Denise Hollanda Iunes

Objetivo: avaliar o efeito da reflexologia podal no comprometimento dos pés de pessoas com diabetes mellitus tipo 2. Método: trata-se de um ensaio clínico, randomizado, controlado e mascarado. A amostra foi composta por pessoas com diabetes mellitus tipo 2 que, após serem randomizadas em grupo Tratado (n=21) e Controle (n=24), receberam orientações de autocuidado com os pés. Ao Grupo Tratado também foram fornecidas 12 sessões de reflexologia podal. Foram mensurados os escores de comprometimento de indicadores relacionados à pele e pelos, circulação sanguínea, sensibilidade e temperatura tissular por meio do Instrumento para avaliação da integridade tissular dos pés de pessoas com diabetes mellitus. Aos dados foram aplicados os testes Qui-Quadrado, Exato de Fisher, Mann-Whitney e Análises de regressão, considerando-se nível de significância de 5% (Valor P<0,05). Resultados: os participantes que receberam a terapia apresentaram melhores escores de comprometimento em alguns indicadores relacionados à pele e pelos (crescimento de pelos, elasticidade/tugor, hidratação, transpiração, textura e integridade da pele/descamação cutânea). Conclusão: a reflexologia podal apresentou efeito benéfico sobre o comprometimento dos pés de pessoas com diabetes mellitus tipo 2, o que a torna uma terapia viável e que merece investimento. Este estudo foi registrado no Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos - RBR-8zk8sz.

Internações por doenças cardiovasculares e a cobertura da estratégia saúde da família

Hospitalizations for cardiovascular diseases and the coverage by the family health strategy

Maicon Henrique Lentsck, Thais Aidar de Freitas Mathias

Objetivo: verificar a correlação entre taxas de internação por doenças cardiovasculares sensíveis à atenção primária e a cobertura da Estratégia Saúde da Família de residentes no estado do Paraná, por regionais de saúde, no período de 2000 a 2011. Método: estudo ecológico, desenvolvido a partir de dados do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde e do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde. Correlacionaram-se as taxas de internação por doenças cardiovasculares com as coberturas anuais da Estratégia Saúde da Família, utilizando-se os coeficientes de correlação de Pearson e Spearman. Resultado: houve correlação negativa e forte no estado do Paraná (r=-0,91; p<0,001) e na maioria das regionais de saúde, sendo maior na Metropolitana e Toledo (r=-0,93; p<0,001) e Paranaguá (r=-0,92; p<0,001). Conclusão: os resultados sugerem que o aumento da cobertura da Estratégia Saúde da Família foi fator importante para a diminuição das internações por condições cardiovasculares em residentes no estado do Paraná e na maioria das regionais de saúde. Outros estudos devem ser realizados para analisar fatores e causas nas regiões do estado onde não houve correlação com incremento da Estratégia Saúde da Família.

Significado da hanseníase para pessoas que viveram o tratamento no período sulfônico e da poliquimioterapia

Meaning of leprosy for people who have experienced treatment during the sulfonic and multidrug therapy periods

Karen da Silva Santos, Cinira Magali Fortuna, Fabiana Ribeiro Santana, Marlene Fagundes Carvalho Gonçalves, Franciele Maia Marciano, Silvia Matumoto

Objetivo: analisar significados da hanseníase para as pessoas que foram tratadas no período sulfônico e no período da poliquimioterapia. Método: estudo de natureza qualitativa fundamentado na abordagem histórico-cultural de Vigotski, a qual orientou a construção e análise dos dados. Foram incluídos oito entrevistados que já tiveram hanseníase e que realizaram tratamento no período sulfônico e da poliquimioterapia, sendo participantes do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase. Resultados: os significados foram organizados em três núcleos de significação: manchas no corpo: alguma coisa está fora de ordem; lepra ou hanseníase? e hanseníase a partir da inserção no Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase. Conclusão: os significados de hanseníase para pessoas tratadas nos dois períodos apontam para a construção complexa dos mesmos, indicando diferenças e semelhanças nos dois períodos. Os profissionais de saúde podem contribuir para a mudança de significados, pois esses são socialmente construídos e as transformações são contínuas.

Comportamentos de risco para doenças sexualmente transmissíveis em usuários de crack

Risk behaviors for sexually transmitted diseases among crack users

Rafael Alves Guimarães, Leandro Nascimento da Silva, Divânia Dias da Silva França, Nativa Helena Alves Del-Rios, Megmar Aparecida dos Santos Carneiro, Sheila Araujo Teles

Objetivos: investigar a prevalência e comportamentos de risco através do relato de doenças sexualmente transmissíveis em usuários de crack. Método: estudo transversal, realizado com 588 usuários de crack, de uma unidade de referência para tratamento de dependência química. Os dados foram obtidos por meio de entrevista face a face e analisados em programa estatístico Stata, versão 8.0. Resultados: do total de participantes, 154 (26,2%; IC 95%: 22,8 - 29,9) referiram antecedentes de doenças sexualmente transmissíveis. Idade entre 25 e 30 anos (RP: 2,1; IC 95%: 1,0-4,0) e superior a 30 anos (RP: 3,8; IC 95%: 2,1-6,8), consumo de álcool (RP: 1,9; IC 95%: 1,1-3,3), antecedentes de prostituição (RP: 1,9; IC 95%: 1,3-2,9) e relação sexual com pessoa vivendo com o vírus da imunodeficiência humana/aids (RP: 2,7; IC95%: 1,8-4,2) foram independentemente associados ao relato de doenças sexualmente transmissíveis. Conclusão: os resultados deste estudo sugerem elevado risco e vulnerabilidade dos usuários de crack para as doenças sexualmente transmissíveis.

Validação de conteúdo do protocolo de prevenção da sepse precoce por Streptococcus agalactiae em recém-nascidos

Validation of the content of the prevention protocol for early sepsis caused by Streptococcus agalactiae in newborns

Fabiana Alves da Silva, Cláudia Fernanda de Lacerda Vidal, Ednaldo Cavalcante de Araújo

Objetivo: validar o conteúdo do protocolo de prevenção da sepse precoce por Streptococcus agalactiae em recém-nascidos. Método: estudo transversal, descritivo, do tipo metodológico, com abordagem quantitativa. A amostra foi composta por 15 juízes, oito médicos obstetras e sete pediatras. A validação ocorreu por intermédio da avaliação de conteúdo do protocolo pelos juízes, os quais receberam o instrumento de coleta de dados – checklist – contendo sete itens, que representam requisitos a serem contemplados no protocolo. A validação de conteúdo foi atingida mediante aplicação do Índice de Validade de Conteúdo. Resultado: no processo de julgamento, todos os itens que representam requisitos contemplados no protocolo obtiveram concordância dentro do nível estabelecido (Índice de Validade de Conteúdo >0,75). Dos sete itens, seis obtiveram concordância total, (Índice de Validade de Conteúdo 1.0) e o item exequibilidade obteve Índice de Validade de Conteúdo de 0,93. A avaliação global dos instrumentos obteve Índice de Validade de Conteúdo de 0,99. Conclusão: a validação de conteúdo realizada foi ferramenta eficaz para adequação do protocolo, de acordo com o julgamento de profissionais experientes, demonstrando a importância em se realizar validação prévia de instrumentos. Espera-se que, este estudo incentive a adoção do rastreio universal por outras instituições, mediante protocolos validados.

Instrumento para avaliação do produto do cuidar em enfermagem: desenvolvimento e validação de conteúdo

Instrument to assess the nursing care product: development and content validation

Danielle Fabiana Cucolo, Márcia Galan Perroca

Objetivos: desenvolver e validar o conteúdo de um instrumento sobre produção do cuidado de enfermagem. Método: a coleta de dados ocorreu entre 2011 e 2013, a partir de grupos focais, aplicação de questionários semiestruturados (teste do protótipo) e técnica Delphi. Os grupos focais foram utilizados para geração de itens do instrumento e realizados em três hospitais do interior do Estado de São Paulo, com a participação de 20 enfermeiros. A apreciação do instrumento foi conduzida por um painel de 10 especialistas. Resultados: após duas fases da técnica Delphi, o instrumento passou a ser constituído por oito itens. O índice de validade do conteúdo da escala foi de ≥0,9 e a validade dos conteúdos dos itens apresentou variação de 0,8 a 1,0, indicando a manutenção da estrutura e do conteúdo. A afirmativa referente à aplicabilidade na prática diária do enfermeiro apresentou índice de validade do conteúdo da escala de 0,8. Conclusão: este estudo possibilitou desenvolver e validar o conteúdo de uma escala sobre produção do cuidado de enfermagem, instrumentalizando os enfermeiros em sua prática gerencial.

Adaptação cultural para o português do Brasil da escala de avaliação de dor Face, Legs, Activity, Cry, Consolability revised (FLACCr)

Cultural adaptation to Brazilian Portuguese of the Face, Legs, Activity, Cry, Consolability revised (FLACCr) scale of pain assessment

Edna Aparecida Bussotti, Ruth Guinsburg, Mavilde da Luz Gonçalves Pedreira

Objetivo: realizar a tradução para a língua portuguesa do Brasil e adaptação cultural da escala Face, Legs, Activity, Cry, Consolability revised (FLACCr), com crianças de até 18 anos de idade, acometidas por paralisia cerebral, apresentando ou não comprometimento cognitivo e impossibilitadas de relatar sua dor. Método: estudo de desenvolvimento metodológico de tradução para o português e adaptação cultural da FLACCr. Após aprovação do comitê de ética, o processo contemplou tradução e retrotradução, avaliação da tradução e da retrotradução utilizando a técnica de Delphi e avaliação da equivalência cultural. O processo incluiu as cinco categorias da escala e as quatro orientações de aplicação, considerando nível de concordância igual ou maior a 80%. Resultados: foram necessários três ciclos da técnica de Delphi para consenso entre os juízes. A concordância obtida para as cinco categorias foi: Face 95,5%, Pernas 90%, Atividade 94,4%, Choro 94,4% e Consolabilidade 99,4%. As quatro orientações alcançaram os seguintes níveis de consenso: 1ª 99,1%, 2ª 99,2%, 3ª 99,1% e 4ª 98,3%. Conclusão: o método possibilitou o desenvolvimento da tradução e adaptação cultural da FLACCr. Sendo um estudo capaz de ampliar o conhecimento de profissionais brasileiros sobre a avaliação da dor em crianças com PC.

Validação da escala de conforto para familiares de pessoas em estado crítico de saúde

Validation of the Comfort scale for relatives of people in critical states of health

Kátia Santana Freitas, Igor Gomes Menezes, Fernanda Carneiro Mussi

Objetivo: validar a Escala de Conforto para Familiares de pessoas em estado crítico de saúde. Método: trata-se de estudo metodológico. A amostra foi constituída por 274 familiares de pessoas adultas internadas em seis unidades de terapia intensiva que responderam a 62 itens, distribuídos em 7 dimensões. Os procedimentos de validação adotados foram embasados nas técnicas da Teoria Clássica dos Testes. Resultados: a análise da dimensionalidade foi realizada por meio da análise por componentes principais, obtendo-se uma escala com 55 itens distribuídos em 4 fatores: segurança, suporte, interação familiar/ente e integração consigo e com o cotidiano. A análise do poder discriminativo dos itens, realizada pelo coeficiente de correlação item-total, mostrou boa relação dos itens com seus respectivos fatores. O exame da fidedignidade da escala, por meio da análise da consistência interna, apresentou coeficiente alfa de Cronbach elevado para os 4 fatores e a medida geral. Conclusão: a Escala de Conforto apresentou parâmetros psicométricos satisfatórios, constituindo-se no primeiro instrumento válido para a avaliação do conforto de familiares de pessoas em estado crítico de saúde. A pesquisa avançou na construção de um referencial teórico sobre o conforto, e disponibilizou à equipe de saúde uma medida pautada em evidências empíricas.

Adaptação transcultural e validação do instrumento Protective Nursing Advocacy Scale para enfermeiros brasileiros

Cross-cultural adaptation and validation of the Protective Nursing Advocacy Scale for Brazilian nurses

Jamila Geri Tomaschewski-Barlem, Valéria Lerch Lunardi, Edison Luiz Devos Barlem, Rosemary Silva da Silveira, Graziele de Lima Dalmolin, Aline Marcelino Ramos

Objetivo: adaptar culturalmente e validar o instrumento Protective Nursing Advocacy Scale para enfermeiros brasileiros. Método: estudo metodológico, realizado com 153 enfermeiros de duas instituições hospitalares do Sul do Brasil, uma pública e uma filantrópica. Realizou-se a adaptação transcultural do instrumento Protective Nursing Advocacy Scale, segundo recomendações internacionais e sua validação para utilização no contexto brasileiro, através de análise fatorial e verificação da consistência interna pelo alfa de Cronbach. Resultados: mediante avaliação de comitê de especialistas e realização do pré-teste, a validade de face e conteúdo do instrumento foi considerada satisfatória. A partir da análise fatorial, foram identificados cinco constructos: implicações negativas do exercício da advocacia, ações de advocacia, facilitadores ao exercício da advocacia, percepções que favorecem o exercício da advocacia e barreiras ao exercício da advocacia. O instrumento apresentou consistência interna satisfatória, com valores de alfa de Cronbach entre 0,70 e 0,87. Conclusão: conclui-se que o Protective Nursing Advocacy Scale - versão brasileira é um instrumento válido e fidedigno para ser utilizado na avaliação das crenças e ações da advocacia em saúde, exercida por enfermeiros brasileiros no ambiente da prática profissional.

Fatores de risco para flebite: estudo com questionário sobre a percepção dos enfermeiros

Risk factor for phlebitis: a questionnaire study of nurses' perception

Dragana Milutinović, Dragana Simin, Davor Zec

Objetivos: avaliar a percepção de enfermeiros sobre os fatores de risco para desenvolvimento de flebite, com enfoque especial na percepção sobre os potenciais causadores de flebite de alguns medicamentos e soluções. Método: estudo transversal com questionário, que incluiu uma amostra de 102 enfermeiros. Resultados: os enfermeiros reconheceram alguns fatores que podem reduzir a incidência de flebite; no entanto, mais da metade dos enfermeiros ignorava que o material e o diâmetro do cateter poderiam afectar a taxa de incidência de flebite. Além disso, a doença de base e alto pH dos medicamentos ou soluções foram identificados como potenciais fatores de risco, porém o pH baixo e baixa osmolaridade não foram identificados. Os enfermeiros identificaram a Vancomicina e Benzilpenicilina como os antibióticos com o mais forte potencial flebitico. Entre outros medicamentos e fluidos intravenosos, foram identificados aminofilina, cloridrato de amiodarona e cloreto de potássio 7,4% como potencialmente causadores de flebite. Conclusão: os enfermeiros identificaram fatores predisponentes para flebite relacionados aos pacientes e à terapia administrada, enquanto alguns fatores de risco relacionados ao cateter, particularmente, suas propriedades físico-químicas e tempo para a substituição, não foram totalmente percebidos.

A dor do existir e a religião na perspectiva dos católicos

The pain of existing and religion from the perspective of Catholics

Simone Saltareli, Talita de Cássia Raminelli-da-Silva, Ana Carolina Ferreira Castanho, Rodrigo Ramon Falconi-Gomez, Orlando Carlos Gomes Colhado, Fátima Aparecida Emm Faleiros-Sousa

Objetivo: caracterizar a compreensão de líderes e afiliados da religião católica acerca da dor do existir. Método: participaram 80 católicos. A coleta de dados foi realizada pelo Instrumento de Avaliação de Conteúdos Religiosos. Foi feita análise de conteúdo e calculou-se a média aritmética e desvio-padrão. Resultados: emergiram as categorias: tempo de afiliação, início da prática religiosa e mudanças de afiliação, responsabilidade pelos atos e relação com a morte, descrição de Deus, consciência da existência de experiências profundas, possibilidade de recompensa, aumento da fé na proximidade com a morte, religião como tentativa de explicar as limitações humanas, relação entre religião e ciência e a religião do passado e do presente em relação à ciência. No instrumento, os itens de maior atribuição foram: eu acredito que a natureza deveria ser respeitada (9,96±0,19); eu acredito que todos os seres vivos merecem respeito (9,70±0,67); fazer a vida valer a pena (9,70±0,78); minha vida é um processo de transformação (9,63±1,04) e eu respeito a diversidade de pessoas (9,56±0,91). Conclusão: perceberam-se associações existentes entre a opinião dos participantes e os constructos religiosos, evidenciando a necessidade de abordagem do fenômeno religioso como parte do ser humano e potencial recurso para manejo e modulação da dor do existir.

Readmissões por acidentes de trânsito em um hospital geral

Readmissions due to traffic accidents at a general hospital

Luciana Paiva, Damiana Aparecida Trindade Monteiro, Daniele Alcalá Pompeo, Márcia Aparecida Ciol, Rosana Aparecida Spadotti Dantas, Lídia Aparecida Rossi

Objetivo: verificar a ocorrência e as causas de reinternações até um ano após a alta de hospitalizações, devido a acidentes de trânsito. Métodos: foram incluídas vítimas de traumas múltiplos, por acidentes de trânsito, admitidas numa Unidade de Terapia Intensiva. Dados sociodemográficos, circunstâncias do acidente, regiões corporais atingidas e causa da readmissão foram coletados dos prontuários dos pacientes. Resultados: das 109 vítimas de acidentes de trânsito, a maioria eram homens jovens e adultos. O maior número de internações por acidentes envolveu motociclistas (56,9%). As causas de retorno ao hospital foram: necessidade de continuidade do tratamento cirúrgico (63,2%), infecção de sítio cirúrgico (26,3%) e queda relacionada às sequelas físicas do trauma (10,5%), sendo a taxa de reinternação de 174/1.000 pessoas/ano. Conclusão: a taxa de readmissão hospitalar na população estudada é semelhante às encontradas em outros estudos. Vítimas de traumas graves de extremidade necessitam de múltiplos procedimentos cirúrgicos, maior tempo de internação hospitalar e reabilitação prolongada.

Avaliação da qualidade do processo ensino-aprendizagem no curso de graduação em Enfermagem

Evaluation of the quality of the teaching-learning process in undergraduate courses in Nursing

Víctor Manuel González-Chordá, María Loreto Maciá-Soler

Objetivo: identificar os aspectos de melhoria da qualidade do processo ensino-aprendizagem através da análise de ferramentas que avaliaram a aquisição de competências pelos alunos do curso de Enfermagem. Método: estudo longitudinal prospectivo realizado em uma população de 60 alunos do segundo ano de Enfermagem com base nos dados de registro dos quais foram obtidos indicadores de qualidade que avaliam a aquisição de competências, com análise descritiva e inferencial. Resultados: foram identificados nove itens e nove atividades de aprendizagem incluídas nas ferramentas de avaliação que não atingiram os indicadores de qualidade estabelecidos (p<0,05). Existem diferenças estatisticamente significativas dependendo do hospital e da unidade de práticas clínicas (p<0,05). Conclusão: a análise das ferramentas de avaliação utilizadas na matéria “Cuidados de Enfermagem em Processos Assistenciais” de tal curso universitário permitiu detectar as áreas de melhoria no processo de ensino-aprendizagem. O desafio da educação em enfermagem é conseguir utilizar os melhores resultados da pesquisa clínica e pedagógica, a fim de proporcionar melhorias para a qualidade do ensino e para a qualidade assistencial.

Avaliação da qualidade da técnica de higiene das mãos em alunos de enfermagem e medicina em dois cursos de graduação

Hand Hygiene Technique Quality Evaluation in Nursing and Medicine Students of Two Academic Courses

Manuela Škodová, Alfredo Gimeno-Benítez, Elena Martínez-Redondo, Juan Francisco Morán-Cortés, Ramona Jiménez-Romano, Alfredo Gimeno-Ortiz

Objetivo: assim como as mãos dos professionais de saúde, as mãos dos estudantes de Enfermagem e Medicina durante os estágios clínicos podem funcionar como veículo de transmissão das infecções hospitalares. Método: estudo descritivo com estudantes de Graduação em Enfermagem e Medicina. Avaliou-se a qualidade da técnica de higiene das mãos por meio de prova visual a partir de solução hidro-alcoólica marcada com fluoresceína e lâmpada de luz ultravioleta. Resultados: avaliaram-se 546 alunos, 73,8% da Graduação em Medicina e 26,2% da Enfermagem. As áreas das mãos com correta distribuição de sabão foram as palmas (92,9%); as áreas não esfregadas corretamente foram os polegares (55,1%). Em ambas as mãos, a higienização foi muito boa em 24,7%, boa em 29,8%, regular em 25,1% e má em 20,3%. Os piores foram: os homens, os estudantes de Enfermagem e os estudantes do primeiro ano de escola. Não houve diferenças significativas por idade. Conclusões: a técnica de higiene de mãos não foi realizada de modo eficaz. O papel educativo é fundamental para sedimentar as bases de boas práticas na higienização das mãos, em conhecimentos teóricos e no desenvolvimento de habilidades e reforço de boas práticas.

Violência doméstica contra a mulher: representações de profissionais de saúde

Domestic violence against women: representations of health professionals

Vera Lúcia de Oliveira Gomes, Camila Daiane Silva, Denize Cristina de Oliveira, Daniele Ferreira Acosta, Cristiane Lopes Amarijo

Objetivo: analisar as representações acerca da violência doméstica contra mulher, entre profissionais de saúde das Unidades de Saúde da Família. Método: estudo qualitativo, fundamentado na Teoria das Representações Sociais. Coletaram-se os dados por evocações e entrevistas, tratando-os pelo software Ensemble de Programmes Pemettant L´Analyse des Evocations - EVOC e análise de conteúdo. Resultados: participaram enfermeiros, médicos, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde. Responderam às evocações 201 profissionais e, destes, 64 foram entrevistados. O núcleo central desta representação, formado pelos termos “agressão”, “agressão-física”, “covardia” e “falta de respeito”, tem conotação negativa e foram citados pelos entrevistados. Na zona de contraste, formada pelos termos “abuso”, “abuso-poder”, “dor”, “humilhação”, “impunidade”, “sofrimento”, “tristeza” e “violência”, identificaram-se dois subgrupos. A primeira periferia contém os termos “medo”, evocado com maior frequência, seguido por “revolta”, “baixa autoestima” e “submissão”, e na segunda periferia “aceitação” e “apoio profissional”. Conclusão: trata-se de uma representação estruturada, pois contém elementos conceituais, imagéticos e atitudinais. Os subgrupos foram formados por profissionais que atuavam na zona rural e que concluíram o curso de formação profissional em 2004, ou após; estes possuíam representação da violência, que difere da representação do grupo geral, embora todos tivessem uma conotação negativa deste fenômeno.

Estudo experimental de uma intervenção educativa para promover a autoeficácia materna na amamentação

An Experimental Study of an Educational Intervention to Promote Maternal Self-Efficacy in Breastfeeding

Regina Cláudia Melo Dodt, Emanuella Silva Joventino, Priscilla Souza Aquino, Paulo César Almeida, Lorena Barbosa Ximenes

Objetivo: construir, validar e avaliar uma intervenção educativa, utilizando o flip-chart intitulado “Eu consigo amamentar meu filho”. Método: estudo experimental utilizando um pré-teste, intervenção e teste posterior, bem como um grupo de controle. Um total de 201 mulheres, as quais haviam sido hospitalizadas imediatamente, a pelo menos 6 horas, após o parto. O flip-chart intitulado “Eu consigo amamentar meu filho”. As mães foram atribuídas aos grupos de intervenção (100 mulheres) ou de controle (101 mulheres), de acordo com a duração da internação. A eficácia do flip-chart foi avaliada com a aplicação da Escala de Autoeficácia de Amamentação (um pequeno formulário) na admissão, quando tiveram alta e por telefone dois meses após o parto. Os grupos de intervenção e de controle mostraram-se semelhantes quanto às variáveis sociodemográficas, obstetrícias e ginecológicas. Resultados: a intervenção foi benéfica, já que as mães do grupo de intervenção tiveram pontuações altas de autoeficácia, mais mães continuaram a amamentar e mantiveram um período maior de amamentação exclusiva, tanto quando obtiveram alta quanto dois meses após o parto, apresentando associações estatisticamente significativas. Conclusões este estudo experimental avaliou a estratégia educacional mediada por meio do flip-chart intitulado “Eu consigo amamentar meu filho” como sendo eficaz no aumento da autoeficácia e da duração da amamentação.

Associação entre depressão e estresse laboral em profissionais de enfermagem de nível médio

Association between depression and work stress in nursing professionals with technical education level

Edilaine Cristina da Silva Gherardi-Donato, Lucilene Cardoso, Carla Araújo Bastos Teixeira, Sandra de Souza Pereira, Emilene Reisdorfer

Objetivo: analisar a relação entre depressão e estresse laboral em profissionais de enfermagem de nível médio, de um hospital escola no interior paulista. Método: foi realizado um estudo transversal com 310 técnicos e auxiliares de enfermagem, selecionados aleatoriamente. O desfecho analisado foi o relato de depressão e sua relação com alto nível de estresse laboral, mensurado pela Job Stress Scale. Foi realizada estatística descritiva e regressão logística. Resultados: a prevalência de depressão neste estudo foi de 20%, mais expressiva em pessoas do sexo feminino, com idade superior a 40 anos, que vivem sem companheiro e entre fumantes. A chance de depressão foi duas vezes maior entre os profissionais que apresentaram alto nível de estresse laboral, mesmo após o controle na regressão múltipla. Conclusão: sintomas depressivos estiveram fortemente associados ao alto nível de estresse entre auxiliares e técnicos de enfermagem, evidenciando uma problemática a ser considerada junto ao planejamento de programas específicos de intervenção para esta população, bem como a necessidade de melhor gerenciamento dos casos por parte dos supervisores.

Artigos de Revisão

Eficácia e efetividade do álcool na desinfecção de materiais semicríticos: revisão sistemática

Efficacy and effectiveness of alcohol in the disinfection of semi-critical materials: a systematic review

Maíra Marques Ribeiro, Verena Ashley Neumann, Maria Clara Padoveze, Kazuko Uchikawa Graziano

Objetivo: avaliar a eficácia e efetividade do álcool 60-80% (p/v), na desinfecção de materiais semicríticos, com ou sem limpeza prévia. Método: estudos obtidos do portal BIREME, IBECS, MEDLINE, SciELO, PubMed, Ask Medline e referências de outros estudos. Critérios de julgamento da qualidade metodológica dos artigos foram elaborados. Dos 906 estudos encontrados, 14 foram incluídos. Resultados: após a desinfecção com álcool, dos 282 testes de efetividade e 92 de eficácia, em 104 (36,9%) e em 23 (25,0%) houve detecção de microrganismos, respectivamente. Nos estudos de campo, a desinfecção não foi alcançada em 74/218 (33,9%) dos produtos submetidos à limpeza prévia e em 30/64 (46,9%) não submetidos à limpeza prévia, e nos estudos experimentais a desinfecção do álcool não foi eficaz em 11/30 (36,7%) e 12/62 (19,4%) dos produtos, respectivamente. Encontrou-se ausência de padronização dos métodos dos estudos. Conclusão: a desinfecção de produtos semicríticos com álcool 70%, ou em concentração aproximada, não pode ser recomendada de forma irrestrita a todos os produtos para saúde. Porém, de acordo com o tipo do produto semicrítico a desinfecção pode ser alcançada com e sem limpeza prévia.

Revisão integrativa sobre intervenções de enfermagem voltadas para a promoção do auto-cuidado entre pacientes portadores de insuficiência cardíaca

An integrative literature review on nursing interventions aimed at increasing self-care among heart failure patients

Sophie Boisvert, Alexandra Proulx-Belhumeur, Natalia Gonçalves, Michel Doré, Julie Francoeur, Maria Cecilia Gallani

Objetivo: analisar e sintetizar o conchecimento relacionado aos componentes críticos das intervençoes que têm, sido propostas e implementadas por enfermeiros(as) com objetivo de optimizar o auto-cuidado de pacientes portadores de insuficiência cardíaca. Método: PubMed e CINAHL foram as bases de dados electrônicas utilizadas para investigar artigos revisados por pares (peer review), apresentando as descrições das intervenções dirigidas ao paciente ou ao paciente e sua familia, visando melhorar o auto-cuidado. Foram incluídos 42 estudos na amostra final (n=4799 pacientes). Resultados: esta revisão apontou variedade e complexidade das intervenções de enfermagem. Como o auto-cuidado envolve diferentes comportamentos, as intervenções visaram em média 3,6 comportamentos. As Atividades de educação e aconselhamento foram combinadas ou não com estratégias cognitivo-comportamentais, mas somente a metade dos estudos utilizaram suporte teórico para guiar as intervenções. A avaliação e o manejo clínico foram frequentemente associados às intervenções de auto-cuidado, as quais variam em número de sessões (1 a 30), duração do seguimento (2 semanas a 12 meses) e desfechos. Conclusão: estes resultados podem ser úteis para guiar os enfermeiros no que se refere à futuros estudos sobre intervenções de auto-cuidado, de maneira a propor a comparação de diferentes modalidades de intervenção, uso de suporte teórico e estabelecimento de desfechos para melhor avaliar sua eficácia.

Sobrecarga e qualidade de vida de mães de crianças e adolescentes com doença crônica: revisão integrativa

Burden and quality of life of mothers of children and adolescents with chronic illnesses: an integrative review

Eliza Cristina Macedo, Leila Rangel da Silva, Mirian Santos Paiva, Maria Natália Pereira Ramos

Objetivo: identificar e analisar as evidências disponíveis sobre avaliação de sobrecarga e qualidade de vida de mães cuidadoras de crianças e adolescentes com doença crônica. Método: revisão integrativa, realizada nas fontes eletrônicas MEDLINE; Academic Search Premier; CINAHL; LILACS; SciELO e PubMed, entre 2010 e 2014. Resultados: dos 22 documentos selecionados prevaleceram as amostras de conveniência, desenhos transversais, não experimentais, nos níveis IV e III2. As escalas de sobrecarga do cuidador utilizadas foram Zarit Burden Interview e Montgomery-Borgatta Caregiver Burden Scale-Revised e os instrumentos de avaliação da qualidade de vida: The World Health Organization Quality of Life-BREF Scale; Self-report questionnaires; The Ulm Quality of Life Inventory for Parents of chronically ill children; Asthma Caregiver Quality of Life Questionnaire; Perfil de Saúde de Nottingham Health Profile. A qualidade de vida comparece influenciada de forma complexa e inter-relacionada pela saúde física e mental das mães cuidadoras, de acordo com seu nível de independência, relações sociais, ambiente e o quanto se percebem sobrecarregadas. Conclusão: a revelação dos resultados de avaliação de sobrecarga e qualidade de vida das mães cuidadoras implica no planejamento e implementação de intervenções efetivas, pela equipe multidisciplinar, que aliviem a sobrecarga.

Financiamento:CNPqSIBi

Contato

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP
Revista Latino-Americana de Enfermagem
Av. Bandeirantes, 3900 - Vila Monte Alegre
CEP: 14040-902 - Ribeirão Preto, SP, Brasil

Telefone: +55 (16) 3315-3451, +55 (16) 3315-4407
E-mail: rlae@eerp.usp.br