JCR: 0,634; SJR: 0,396; H Index Scopus: 26; Qualis na área de Enfermagem: A1

ISSN: 1518-8345

  • USP
  • Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto USP
  • Who Collaborating Centre

Número: V25

Editorial

A Rede Regional de Educação Interprofissional em Saúde da OPAS/OMS

The PAHO/WHO Regional Network of Interprofessional Health Education

Sabrina de Souza Elias Mikael, Silvia Helena De Bortoli Cassiani, Fernando Antonio Menezes da Silva

Métricas de avaliação em ciência: estado atual e perspectivas

Evaluation metrics in science: current status and prospects

Lilian Nassi-Calò

Protagonismo da Enfermagem nas Metas da ONU para a saúde dos povos

Nursing Protagonism in the UN Goals for the people’s health

Isabel Amélia Costa Mendes, Carla Aparecida Arena Ventura

Artigos Originais

Competência para o autocuidado na administração de insulina por idosos septuagenários ou mais de idade

Self-care competence in the administration of insulin in older people aged 70 or over

Mayara Sousa Vianna, Patrícia Aparecida Barbosa Silva, Cíntia Vieira do Nascimento, Sônia Maria Soares

Objetivo: analisar a competência para o autocuidado na administração de insulina por idosos septuagenários ou mais de idade. Método: estudo transversal, com 148 idosos septuagenários ou mais de idade, que realizavam autoadministração de insulina. A coleta de dados deu-se por meio de questionário estruturado e guia adaptado para aplicação da Escala para Identificação da Competência do Diabético para o Autocuidado, no domicílio dos participantes. Na análise dos dados, foram compreendidos testes estatísticos descritivos e inferenciais, com regressão logística forward. Resultados: a prevalência da competência para o autocuidado na administração de insulina foi de 35,1%. Lavagem das mãos foi o erro mais frequente na autoaplicação de insulina. A competência para o autocuidado apresentou associação negativa para os aposentados e associação positiva para os idosos que realizavam glicemia capilar e prega subcutânea, durante a aplicação de insulina. Conclusão: a competência para o autocuidado foi baixa e esteve associada tanto às características sociodemográficas e clínicas quanto ao desempenho do idoso para a autoaplicação de insulina.

Suporte básico de vida: avaliação da aprendizagem com uso de simulação e dispositivos de feedback imediato

Basic life support: evaluation of learning using simulation and immediate feedback devices

Lucia Tobase, Heloisa Helena Ciqueto Peres, Edenir Aparecida Sartorelli Tomazini, Simone Valentim Teodoro, Meire Bruna Ramos, Thatiane Facholi Polastri

Objetivo: avaliar o aprendizado de estudantes no curso online sobre suporte básico de vida com dispositivos de retroalimentação imediata, em simulação de atendimento em parada cardiorrespiratória. Método: pesquisa quase-experimental, do tipo antes-depois. Foi desenvolvido curso online sobre suporte básico e aplicado aos participantes, como intervenção educacional. O aprendizado teórico foi avaliado por meio de pré e pós-teste e, para verificar a prática, utilizou-se simulação com dispositivos de retroalimentação imediata. Resultados: 62 concluintes, sendo 87% mulheres, 90% do primeiro e segundo ano de faculdade, idade média de 21,47 (desvio-padrão 2,39). Com índice de confiabilidade de 95%, a média das notas no pré-teste foi 6,4 (desvio-padrão 1,61) e, no pós-teste, 9,3 (desvio-padrão 0,82), p<0,001; na prática, 9,1 (desvio-padrão 0,95) e, de acordo com o dispositivo de feedback com desempenho equivalente à reanimação cardiopulmonar básica, 43,7 (desvio-padrão 26,86), médias de duração do ciclo de compressões por segundo de 20,5 (desvio-padrão 9,47), número de compressões de 167,2 (desvio-padrão 57,06), profundidade de compressões por milímetro de 48,1 (desvio-padrão 10,49), volume de ventilação de 742,7 (desvio-padrão 301,12), percentual de fração de fluxo de 40,3 (desvio-padrão 10,03). Conclusão: com o curso online houve contribuição para o aprendizado do suporte básico de vida. Em face da necessidade de inovações tecnológicas no ensino e na sistematização da reanimação cardiopulmonar, simulação e dispositivos de retroalimentação são recursos que favorecem o aprendizado e a consciência da performance na realização das manobras.

Aleitamento materno: o que mudou após uma década?

Breastfeeding: what changed after a decade?

Áurea Tamami Minagawa Toryiama, Elizabeth Fujimori, Claudia Nery Teixeira Palombo, Luciane Simões Duarte, Ana Luiza Vilela Borges, Christiane Borges do Nascimento Chofakian

Objetivo: analisar as mudanças ocorridas na prevalência, duração mediana e determinantes do aleitamento materno, em um município de pequeno porte do Estado de São Paulo. Método: análise de dois estudos transversais, conduzidos com intervalo de uma década, com 261 e 302 crianças menores de dois anos, respectivamente. Utilizou-se análise de sobrevida de Kaplan-Meier, para o cálculo da duração mediana do aleitamento materno, e regressão de Cox para a análise dos determinantes, com nível de significância de 5%. Resultados: constatou-se incremento de 33,4% na prevalência de aleitamento materno exclusivo e de 20,9% no aleitamento materno. Com relação a esse último, sua duração mediana aumentou de 7,2 para 12 meses. No segundo estudo, sua duração mediana foi menor em crianças de primeira ordem de nascimento, e que usavam chupeta, e não foi associada às ações de incentivo ao aleitamento materno. Conclusões: avanços na prevalência e na duração do aleitamento materno foram observados no município em questão, porém, o uso de chupeta ainda se mantém como determinante de menor duração mediana para a prática. Portanto, com este estudo, contribuiu-se para evidenciar a necessidade de intensificação das ações de enfermagem na promoção do aleitamento materno e desencorajamento quanto ao uso de chupeta.

Falta de adesão em pessoas vivendo com HIV: acurácia das características definidoras do diagnóstico de enfermagem

Noncompliance in people living with HIV: accuracy of defining characteristics of the nursing diagnosis

Richardson Augusto Rosendo da Silva, Mayara Mirna do Nascimento Costa, Vinicius Lino de Souza Neto, Bárbara Coeli Oliveira da Silva, Cristiane da Silva Costa, Itaísa Fernandes Cardoso de Andrade

Objetivo: avaliar a acurácia das características definidoras do diagnóstico de enfermagem “falta de adesão” da NANDA International, em pessoas vivendo com HIV. Método: estudo de acurácia diagnóstica, realizado em duas etapas. Na primeira, contou-se com 113 pessoas vivendo com HIV, em um hospital de doenças infectocontagiosas no Nordeste do Brasil, buscando-se indicadores clínicos de “falta de adesão”. Na segunda, as características definidoras foram avaliadas por seis enfermeiros especialistas, sendo julgada a presença ou ausência do diagnóstico em questão. Para a acurácia dos indicadores clínicos, mensurou-se a especificidade, sensibilidade, valores preditivos e razões de verossimilhança. Resultados: mostrou-se, nos resultados, a presença do diagnóstico “falta de adesão” em 69% (n=78) das pessoas vivendo com HIV. Assim, o indicador mais sensível foi “falta a compromissos agendados” (OR: 28,93; IC 95%: 1,112-2,126; p=0,002). Já em “comportamento de falta de adesão” (OR: 15,00; IC 95%: 1,829-3,981; p=0,001) e “falha em alcançar os resultados” (OR: 13,41; IC 95%: 1,272-2,508; p=0,003) obteve-se maior especificidade. Conclusão: as características definidoras mais acuradas foram “comportamento de falta de adesão”, “falta a compromissos agendados” e “falha em alcançar os resultados”. Assim, na presença dessas, o enfermeiro poderá identificar, com maior segurança, o diagnóstico estudado.

Impacto de uma intervenção educativa na qualidade dos registros de enfermagem

An educational intervention impact on the quality of nursing records

Graciele Fernanda da Costa Linch, Ana Amélia Antunes Lima, Emiliane Nogueira de Souza, Tais Maria Nauderer, Adriana Aparecida Paz, Cíntia da Costa

Objetivo: avaliar o impacto de uma intervenção educativa na qualidade dos registros de enfermagem. Método: trata-se de ensaio quase experimental do tipo antes e depois, realizado em instituição hospitalar. Todas as enfermeiras da unidade de terapia intensiva cardiológica do hospital em questão receberam a intervenção composta de sessões semanais, durante cinco meses. Para a coleta de dados, nos prontuários dos pacientes, foi utilizado o instrumento Quality of Diagnoses, Interventions and Outcomes, aplicado em dois momentos, basal e após intervenção. Resultados: a intervenção educativa teve efeito na qualidade dos registros, visto que a maioria dos itens teve aumento significativo nos seus valores médios, após a intervenção, apesar de médias baixas dos itens para os dois momentos. Conclusão: demonstrou-se a efetividade da intervenção para a melhora da qualidade dos registros de enfermagem, bem como evidenciou-se a falta de qualidade dos registros avaliados, revelada pelos baixos valores de média e, ainda, a fragilidade de algumas questões apresentadas em itens, as quais não obtiveram aumento significativo. Assim, ações educativas, com foco em casos reais, podem ter implicações positivas para a prática de enfermagem.

Prevalência de quedas no domicílio de longevos e fatores extrínsecos associados

Prevalence of household falls in long-lived adults and association with extrinsic factors

Silviane Galvan Pereira, Claudia Benedita dos Santos, Marlene Doring, Marilene Rodrigues Portella

Objetivo: identificar a prevalência de queda entre idosos longevos e os fatores extrínsecos a ela associados. Método: estudo transversal de base populacional, com 350 idosos longevos. Realizou-se inquérito domiciliar, utilizando-se questionário com variáveis sociodemográficas, clínicas e relacionadas ao ambiente. Os dados foram analisados por meio do Software Stata V.10. Foram empregados os testes qui-quadrado de Pearson e a análise de regressão logística, com critério stepwise para seleção das variáveis no modelo, com medidas de efeito expressas em Razão de Prevalência. Para entrada no modelo múltiplo, foram consideradas as variáveis com p ≤ 0,20. Todos os cuidados éticos que regem as pesquisas com seres humanos foram observados e respeitados. Resultados: a prevalência de quedas foi de 46,9%. Apresentaram-se associados às quedas os fatores extrínsecos: degraus, desnível e animais de estimação no acesso principal, tapetes soltos sem antiderrapante e piso escorregadio na cozinha, tapetes soltos sem antiderrapante e objetos no chão no quarto, ausência de barras de apoio no chuveiro, ausência de barras de apoio no sanitário e interruptor distante da porta no banheiro (p<0,05). Conclusões: as quedas são frequentes em longevos. A identificação dos fatores extrínsecos associados à ocorrência desse evento pode auxiliar na prevenção.

Conhecimentos em cuidados paliativos dos profissionais de enfermagem de um hospital espanhol

Knowledge in palliative care of nursing professionals at a Spanish hospital

Elena Chover-Sierra, Antonio Martínez-Sabater, Yolanda Lapeña-Moñux

Objetivo: determinar o nível de conhecimento em cuidados paliativos do pessoal de Enfermagem de um hospital espanhol de terceiro nível. Método: estudo transversal descritivo. Foram coletados dados sobre resultados na versão espanhola do questionário Palliative Care Quiz for Nurses (PCQN), aspectos sociodemográficos, nível de formação e experiência dos participantes em cuidados paliativos. Foi realizada análise descritiva univariada e bivariada, considerando-se estatisticamente significativo um valor de p < 0,05 em todos os casos. Resultados: participaram 159 profissionais, (idade média 39,51 anos ± 10,25, com 13,96 anos ± 10,79 de experiência profissional) 54,7% possuíam experiência em cuidados paliativos e 64,2%, formação (majoritariamente básica). A média de acertos no questionário foi de 54%, com diferenças estatisticamente significativas em função da formação e experiência no âmbito dos cuidados paliativos dos participantes. Conclusões: embora os participantes mostrem um conhecimento suficiente sobre cuidados paliativos, eles se beneficiariam de um programa de formação específico, orientado em função das concepções errôneas identificadas mediante o questionário, que tem mostrado ser um instrumento útil no diagnóstico de necessidades formativas dos profissionais no âmbito dos cuidados paliativos.

Saúde cardiovascular em população residente nas capitais brasileiras

Cardiovascular health in Brazilian state capitals

Fernanda Penido Matozinhos, Mariana Santos Felisbino-Mendes, Crizian Saar Gomes, Ann Kristine Jansen, Ísis Eloah Machado, Francisco Carlos Félix Lana, Deborah Carvalho Malta, Gustavo Velaquez-Melendez

Objetivo: estimar a prevalência das métricas de saúde cardiovascular ideal em nível populacional, segundo sexo, idade, escolaridade e região de moradia. Método: estudo transversal que utilizou dados de 41.134 participantes do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico. A avaliação da saúde cardiovascular ideal considerou quatro fatores comportamentais: não fumar; apresentar índice de massa corporal menor do que 25 kg/m2; realizar atividade física; consumir frutas e hortaliças cinco ou mais vezes por dia, e dois fatores clínicos: não referir diagnóstico de diabetes e de hipertensão arterial. A soma dos fatores resultou em um escore que variou de zero (pior saúde cardiovascular) a seis (saúde cardiovascular ideal) fatores em níveis ideais. Resultados: considerando os seis fatores, somente 3,4% da população estudada apresentou níveis ideais de saúde cardiovascular e a maioria dos participantes (57,6%) apresentou três ou quatro fatores ideais. As mulheres apresentaram maior prevalência de saúde cardiovascular ideal (3,8% vs. 2,9% dos homens) (p < 0,0001). Conclusão: os achados deste estudo são condizentes com o elevado risco de mortalidade por doenças cardiovasculares, observado para a população brasileira, e podem contribuir para a melhor compreensão do cenário da saúde cardiovascular na população urbana do país.

Comparação de confiabilidade interobservador do exame ocular versus autoexame

Comparing Interrater reliability between eye examination and eye self-examination

Maria Alzete de Lima2, Lorita Marlena Freitag Pagliuca, Jennara Cândido do Nascimento, Joselany Áfio Caetano

Objetivo: comparar a confiabilidade interobservador de dois métodos de avaliação ocular. Método: estudo quase experimental, realizado com 324 alunos universitários, por meio do autoexame ocular e da avaliação ocular feita por pesquisadores em uma universidade pública. Para análise de concordância, utilizou-se o índice Kappa. Resultados: os valores obtidos para confiabilidade interobservadores variaram entre 0,85 e 0,95, tendo como significância estatística 0,05. Nos exames da acuidade visual para perto e visão periférica, observou-se índice de concordância considerado razoável, com Kappa >0,2. Os demais índices foram superiores, com variação entre muito e totalmente confiável. Conclusão: comparativamente, os dois resultados dos exames mostraram-se similares. A cartilha virtual sobre autoexame ocular pode ser utilizada para rastrear problemas na visão.

Adaptação cultural para o espanhol e consistência interna da Ferramenta de Avaliação de Cuidados, Caring Assessment Tool (CAT-V)

Validation to Spanish of the Caring Assessment Tool (CAT-V)

Rosa María Fernández Ayuso, Juan Manuel Morillo Velázquez, David Fernández Ayuso, Julio César de la Torre-Montero

Objetivo: traduzir para castelhano e avaliar a consistência interna da escala Caring Assessment tool, CAT-V de Joanne Duffy, no marco conceitual de Jean Watson, e como objetivo secundário avaliar as suas propriedades psicométricas. Existem ferramentas desenhadas para medir a percepção do paciente sobre os cuidados dispensados, entre as quais o CAT-V, objeto de nosso interesse com o fim de poder ser aplicado aos doentes hispano falantes. Métodos: para cumprir com os objetivos serão feitas sequencialmente a tradução e retro tradução da escala a validar através de um procedimento padronizado. A versão definitiva da escala foi validada numa amostra de 349 pacientes procedente de quatro hospitais públicos e dois privados de Madrid, Espanha. Resultados: o instrumento foi traduzido e validado com uma consistência elevada (alfa de Cronbach 0,953). Conclusão: a tradução do CAT-V considera que o mesmo pode-se consistuir um instrumento adequado para a avaliação de cuidados prestados a pacientes nos centros de saúde ibero-americanos cuja língua falada seja o castelhano.

Percepção dos enfermeiros sobre o cuidado a idosos hospitalizados - estudo comparativo entre as regiões Norte e Central de Portugal

Nurse perception of care of hospitalized older adults - a comparative study between northern and central regions of Portugal

João Paulo de Almeida Tavares, Alcione Leite da Silva, Pedro Sá-Couto, Marie Boltz, Elizabeth Capezuti

Objetivo: analisar a relação entre as percepções dos enfermeiros sobre o ambiente de cuidado geriátrico (CG) e os conhecimentos e atitudes destes de acordo com o tipo de unidade, considerando as regiões Norte e Central de Portugal. Método: estudo transversal, desenvolvido com 1068 enfermeiros portugueses em cinco hospitais. O instrumento foi o Geriatric Institutional Assessment Profile - versão em Português. Foi utilizado o teste t para amostras independentes quando a suposição de normalidade foi verificada; caso contrário, utilizou-se o teste de Mann-Whitney. O nível de significância foi de 5%. Resultados: o perfil de percepções de cuidado geriátrico mostrou um padrão relativamente homogêneo (não foram encontrados resultados estatisticamente significantes). Para a escala de ambiente de cuidado geriátrico, apenas as unidades de cuidados intensivos e serviço de urgência apresentaram diferenças significativas em todas as subescalas consideradas (disponibilidade de recursos, cuidado sensível à idade, valores institucionais; e continuidade do cuidado), com percepções mais positivas entre os enfermeiros da região Norte. Nas escalas de Questões Profissionais, somente a escala percepção da sobrecarga relacionada aos comportamentos perturbadores revelou diferenças significativas entre as regiões em todas as especialidades. Conclusão: os resultados sugerem a necessidade de maior investimento pelos gerentes hospitalares para promover um ambiente de prática de enfermagem geriátrica e que vá ao encontro das necessidades e especificidades das pessoas idosas hospitalizadas.

Fatores associados à aquisição de Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos

Factors associated with acquisition of carbapenem-resistant Enterobacteriaceae

Lilian Silva Lavagnoli, Bil Randerson Bassetti, Thais Dias Lemos Kaiser, Kátia Maria Kutz, Crispim Cerutti Junior

Objetivo: identificar possíveis fatores de risco para a aquisição de cepas de Enterobactérias com marcador de resistência a carbapenem. Métodos: estudo caso-controle exploratório realizado em instituições hospitalares. A amostra do estudo consistiu de pacientes com espécimes biológicos positivos para Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos (casos) por teste de difusão em disco e Etest e controles com amostras biológicas negativas para Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos. No total, foram incluídos 65 pacientes: 13 (20%) casos e 52 (80%) controles. Resultados: os microrganismos isolados foram Serratia marcescens (6), Klebsiella pneumoniae (4) e Enterobacter cloacae (3). A análise univariada revelou que o tempo de internação antes da coleta da amostra (p=0,002) e o procedimento cirúrgico (p=0,006) foram estatisticamente significantes. No modelo de regressão logística multivariável, ambos foram ainda significativos, com odds ratios de 0,93 (p=0,009; IC 95%: 0,89 a 0,98) para o período de hospitalização antes da coleta da amostra e 9,28 (p=0,05; IC 95%: 1,01 a 85,14) para o procedimento cirúrgico. Conclusão: tempo de internação mais curto e maior vigilância de pacientes submetidos a cirurgia podem desempenhar um papel decisivo na redução da disseminação de microrganismos resistentes aos carbapenêmicos em instituições hospitalares.

Construção e validação de material educativo para prevenção de síndrome metabólica em adolescentes

Construction and validation of educational materials for the prevention of metabolic syndrome in adolescents

Ionara Holanda de Moura, Antônia Fabiana Rodrigues da Silva, Aparecida do Espírito Santo de Holanda Rocha, Luisa Helena de Oliveira Lima, Thereza Maria Magalhães Moreira, Ana Roberta Vilarouca da Silva

Objetivo: construir e validar tecnologia educativa voltada para prevenção de síndrome metabólica entre adolescentes. Método: pesquisa metodológica em que, inicialmente, por meio de revisão integrativa, foram analisadas as publicações disponíveis sobre a temática. Em seguida, utilizou-se tal conhecimento para construção do conteúdo teórico abordado e, com auxílio de designer gráfico, foi elaborada a arte e diagramação das páginas. Na terceira fase, validação do material construído, 21 especialistas e 39 adolescentes avaliaram a cartilha. Para a coleta de dados, foram utilizados três questionários distintos, de acordo com o foco de avaliação de cada grupo de participantes, analisados quanto à confiabilidade (alpha de Cronbach) e concordância (coeficiente de correlação intraclasse). Resultados: a média dos escores atribuídos pelos juízes de conteúdo e técnicos foi de 91,7%, e o Índice de Validade de Conteúdo global, mensurado por meio das respostas dos juízes em design, foi de 0,98, ambos com confiabilidade da escala e concordância das respostas altas. Além disso, o nível de concordância das respostas positivas dadas pelos adolescentes foi de 88,4%. Conclusão: a cartilha educativa mostrou-se instrumento válido e confiável para ser utilizada a fim de promover a saúde dos adolescentes.

Identificação de intervenções de enfermagem associadas à acurácia dos diagnósticos de enfermagem para pacientes com cirrose hepática

Identifying nursing interventions associated with the accuracy used nursing diagnoses for patients with liver cirrhosis

Fernanda Raphael Escobar Gimenes, Ana Paula Gobbo Motta, Patrícia Costa dos Santos da Silva, Ana Flora Fogaça Gobbo, Elisabeth Atila, Emilia Campos de Carvalho

Objetivo: identificar as intervenções de enfermagem associadas aos diagnósticos de enfermagem mais acurados e mais frequentemente utilizados da NANDA International, Inc. (NANDA-I) para pacientes com cirrose hepática. Método: estudo descritivo, quantitativo e transversal. Resultados: no total, 12 diagnósticos de enfermagem foram avaliados, dos quais sete demonstraram alto grau de acurácia (IVC ≥ 0.8); 70 intervenções foram identificadas e 23 (32.86%) eram comuns a mais de um diagnóstico. Conclusão: em geral, os enfermeiros muitas vezes executam intervenções de enfermagem sugeridas na NIC para os sete diagnósticos de enfermagem de alta acurácia identificados neste estudo para cuidar de pacientes com cirrose hepática. Diagnósticos de enfermagem acurados e válidos dirigem a seleção de intervenções apropriadas que os enfermeiros podem desempenhar para reforçar a segurança do paciente e assim melhorar os resultados de saúde dos pacientes.

Maus-tratos no ambiente familiar contra idosos nas Ilhas dos Açores

Elder abuse within the family environment in the Azores Islands

Juan Manuel Carmona-Torres, Rosa María Carvalhal-Silva, Maria Helena Viera-Mendes, Beatriz Recio-Andrade, Thomas Goergen, María Aurora Rodríguez-Borrego

Objetivos: dimensionar os maus-tratos contra as pessoas idosas vulneráveis no ambiente familiar e comunitário nas Ilhas dos Açores, identificar fatores de risco para maus-tratos e definir o perfil do idoso maltratado. Método: estudo descritivo transversal. Amostragem aleatória. Os instrumentos utilizados foram: prontuários dos usuários, Mini Exame do Estado Mental, teste de autonomia para as Atividades Básicas da Vida Diária, Escala APGAR Familiar, Índice de Suspeição de Abuso no Idoso e Formulário de Avaliação de Trabalho Social. Análise estatística descritiva foi usada para as variáveis qualitativas e quantitativas e regressão logística múltipla foi usada para identificar os fatores associados aos maus-tratos. Resultados: suspeita de maus-tratos foi identificada em 24,5% dos idosos participantes. O abuso psicológico foi o tipo de maus-tratos mais comum e os responsáveis por esses maus-tratos foram principalmente os filhos. Conclusão: ser mulher e pertencer a uma família disfuncional está associado com uma maior probabilidade de sofrer maus-tratos; o alto nível de violência doméstica contra os idosos nas Ilhas dos Açores segue o mesmo padrão do resto de Portugal.

Impacto do uso da imunoglobulina palivizumabe no Estado de São Paulo: estudo de coorte

Impact of the use of immunoglobulin palivizumab in the State of São Paulo: a cohort study

Ivana Regina Gonçalves, Marli Teresinha Cassamassimo Duarte, Helio Rubens de Carvalho Nunes, Rubia de Aguiar Alencar, Cristina Maria Garcia de Lima Parada

Introdução: o uso da palivizumabe como profilaxia do vírus sincicial respiratório não é consenso. No Brasil, constitui programa de saúde pública, mas outros países não a consideram custo-efetiva. Objetivo: identificar a taxa de hospitalização em Unidade de Terapia Intensiva por doença ou sintomatologia respiratória entre crianças que receberam imunoglobulina palivizumabe, a proporção de crianças que falharam na tomada de alguma das doses indicadas e o impacto dessa falha na hospitalização. Método: estudo de coorte, incluídas 693 crianças inscritas no programa em 2014 (85,1% da população), com seguimento mensal de abril a setembro, por ligação telefônica às mães/responsáveis. A chance de hospitalização, em Unidade de Terapia Intensiva, em função da falha, foi avaliada por regressão logística múltipla, adotando-se p crítico <0,05. Resultados: a taxa de hospitalização foi de 18,2%; não receberam todas as doses da imunoglobulina 2,3% das crianças; a chance de hospitalização por doença ou sintomatologia respiratória aumentou, em média, 29% a cada falha na tomada de alguma dose (p=0,007; OR=1,29, IC=1,07-1,56). Conclusão: o aumento da chance de hospitalização na vigência de falha na tomada de alguma dose da imunoglobulina indica a necessidade de implementação de ações de educação em saúde e busca ativa de crianças faltosas pelos serviços de saúde.

Estudo comparativo sobre representações da autonomia profissional elaboradas por estudantes de enfermagem iniciantes e concluintes

Comparative study of representations of professional autonomy produced by first and last-period undergraduate nursing students

Érick Igor dos Santos, Antonio Marcos Tosoli Gomes, Sergio Corrêa Marques, Raquel de Souza Ramos, Aline Cerqueira Santos Santana da Silva, Francimar Tinoco de Oliveira

Objetivo: comparar as representações sociais da autonomia profissional do enfermeiro, elaboradas por estudantes de graduação em enfermagem do primeiro e do último período. Método: estudo qualitativo, descritivo e exploratório, delineado a partir das representações sociais em abordagem estrutural pela Teoria do Núcleo Central, realizado com 171 estudantes de três universidades públicas federais, mediante técnica de evocações livres, com o termo indutor “autonomia profissional do enfermeiro”. Os dados foram submetidos ao software EVOC 2005 e à análise de similitude. Resultados: o cuidado figurou o núcleo central da estrutura representacional identificada entre os estudantes do primeiro período. Já entre os do último, o conhecimento destacou-se enquanto qualidade de elemento nuclear. Comum a ambos os núcleos centrais, identificou-se o termo responsabilidade. Conclusão: no tocante à autonomia, conclui-se haver, durante o curso de graduação, processo de sobreposição do universo reificado sobre o consensual, no entanto, o encargo inerente à profissão se mantém transversal. Para os alunos do primeiro período a autonomia é ressignificada de forma prática e atitudinal, enquanto que, para os do último período, a aquisição do saber os incentiva a atribuir sentido à autonomia profissional, com representação cognitiva e atitudinal. Os dados podem subsidiar a condução de práticas de ensino inovadoras na graduação em enfermagem.

Financiamento:CNPqSIBi

Contato

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP
Revista Latino-Americana de Enfermagem
Av. Bandeirantes, 3900 - Vila Monte Alegre
CEP: 14040-902 - Ribeirão Preto, SP, Brasil

Telefone: +55 (16) 3315-3451, +55 (16) 3315-4407
E-mail: rlae@eerp.usp.br