JCR: 0,634; SJR: 0,396; H Index Scopus: 26; Qualis na área de Enfermagem: A1

ISSN: 1518-8345

  • USP
  • Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto USP
  • Who Collaborating Centre

Número: V24

Editorial

Desafios da sustentabilidade do modelo de acesso aberto: periódicos em saúde do Brasil

Challenges for sustainability of the open access model: Brazilian health journals

Lilian Nassi-Calò

Um olhar para as habilidades não técnicas do enfermeiro: contribuições da simulação

A glance at the non-technical skills of nurses: simulation contributions

Emilia Campos de Carvalho

Além das Intervenções de Estilo de Vida em Diabetes Tipo 2

Beyond Life Style Interventions in Type 2 Diabetes

Maria da Graça Pereira

A colaboração internacional na agenda da Enfermagem nos próximos decênios

International collaboration in the Nursing agenda in the coming decades

Maria Cecilia Bueno Jayme Gallani

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e Doença crônica não transmissível

Objectives of Sustainable Development and Non Transmissible Chronic Disease

Lorena Chaparro-Díaz

Acesso Universal à Saúde e Cobertura Universal de Saúde: contribuições da Enfermagem

Universal Access to Health and Universal Health Coverage: Nursing contributions

Maria Helena Palucci Marziale

Artigos Originais

Mensuração de área de úlceras venosas por meio de dois softwares

Measurement of the area of venous ulcers using two software programs

Thaís Dresch Eberhardt, Suzinara Beatriz Soares de Lima, Luis Felipe Dias Lopes, Eline de Lima Borges, Teresinha Heck Weiller, Graziele Gorete Portella da Fonseca

Objetivo: comparar a mensuração de área de úlceras venosas por meio dos softwares AutoCAD(r) e Image Tool. Método: trata-se de um estudo de avaliação de reprodutibilidade de testes, realizado em um ambulatório de angiologia de um hospital universitário. Os dados foram coletados de 21 pacientes com úlceras venosas, no período de março a julho de 2015, por meio de formulário de coleta e fotografia das feridas. Cinco enfermeiros (avaliadores) do Grupo de Estudos de Lesões de Pele do hospital participaram da pesquisa. As feridas foram mensuradas em ambos os softwares. Os dados foram analisados por meio do Coeficiente de correlação intraclasse, Coeficiente de correlação de concordância e procedimento de Bland e Altman. A pesquisa respeitou os aspectos éticos de acordo com a legislação vigente. Resultados: os tamanhos das úlceras apresentaram grande amplitude, porém, sem diferença significativa entre as mensurações, existe excelente correlação intraclasse e de concordância entre os softwares, os quais parecem ser mais precisos na mensuração de feridas com área > 10 cm². Conclusão: o uso de ambos os softwares é indicado para a mensuração de úlceras venosas, parecendo ser mais precisos quando utilizados para mensurar feridas com área > 10 cm².

Audição musical para alívio da ansiedade em crianças no pré-operatório: ensaio clínico randomizado

Music listening for anxiety relief in children in the preoperative period: a randomized clinical trial

Mariana André Honorato Franzoi, Cristina Bretas Goulart, Elizabete Oliveira Lara, Gisele Martins

Objetivo: investigar os efeitos da audição musical, por 15 minutos, nos níveis de ansiedade pré-operatória de crianças submetidas a cirurgias eletivas em comparação ao cuidado convencional de uma clínica cirúrgica pediátrica. Método: estudo piloto do tipo ensaio clínico controlado randomizado realizado com 52 crianças no período pré-operatório, de 3 a 12 anos, submetidas a cirurgias eletivas e alocadas aleatoriamente para o grupo experimental (n = 26) e grupo controle (n = 26). A ansiedade foi avaliada em ambos os grupos, por meio da Escala de Ansiedade Pré-operatória de Yale modificada e pela mensuração das dimensões fisiológicas, na chegada e 15 minutos após a primeira mensuração. Resultados: houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos em relação à ansiedade pré-operatória somente na dimensão fisiológica, pois a frequência respiratória de pré-escolares do grupo experimental reduziu na segunda mensuração se comparada ao grupo controle (p = 0,0453). O grupo experimental apresentou redução estatisticamente significativa dos escores de ansiedade após 15 minutos de audição musical (p = 0,0441), especificamente em relação aos domínios comportamentais de atividade, vocalização, expressão emocional e estado de despertar aparente. Conclusão: a audição musical apresenta-se como uma potencial intervenção de enfermagem para o alívio da ansiedade pré-operatória da criança em situação cirúrgica. RBR-7mcr59.

Propriedades psicométricas da Escala de Atitudes Frente ao Álcool e ao Alcoolismo em estudantes de enfermagem

Psychometric properties of the Attitudes Scale facing Alcohol and Alcoholism in nursing students

Divane de Vargas, Fernanda Mota Rocha

Objetivo: verificar as propriedades psicométricas da Escala de Atitudes Frente ao Álcool, ao Alcoolismo e as pessoas com transtornos relacionados ao uso do Álcool em estudantes de enfermagem. Método: uma amostra de conveniência (n=420) completou a EAFAA, os dados foram submetidos à Análise Fatorial Exploratória (AFE) e Análise Fatorial Confirmatória (AFC). Resultados: a AFE resultou em um instrumento composto por 48 itens divididos em quatro fatores. A AFC estabeleceu a validade da estrutura fatorial. A consistência interna da escala foi considerada adequada (α=0,85) apresentando sensibilidade de 70% e especificidade de 75%. Conclusão: a EAFAA constitui-se em um instrumento confiável para identificar as atitudes de estudantes de enfermagem frente ao álcool, ao alcoolismo e a pessoa com transtornos relacionados ao uso de álcool.

Construção e validação de instrumento de Avaliação do Uso de Tecnologias Leves em Unidades de Terapia Intensiva

Construction and validation of a tool to Assess the Use of Light Technologies at Intensive Care Units

Pabliane Matias Lordelo Marinho, Maria Pontes de Aguiar Campos, Eliana Ofélia Llapa Rodrigues, Cristiane Franca Lisboa Gois, Ikaro Daniel de Carvalho Barreto

Objetivo: construir e validar um instrumento para avaliação do uso de tecnologias leves, pela equipe de enfermagem, em Unidades de Terapia Intensiva. Método: estudo metodológico no qual o instrumento foi elaborado utilizando o método psicométrico para construção com base na categorização das tecnologias em saúde de Merhy e Franco, da Política Nacional de Humanização, utilizando-se a taxonomia Nursing Intervention Classification para categorizar os domínios do instrumento. Utilizou-se o Percentual de Concordância e o Índice de Validade de Conteúdo (IVC) para validação. Resultados: o resultado da aplicação do Percentual de Concordância entre os juízes foi superior ao recomendado de 80%, havendo destaque na avaliação da pertinência ao tema proposto, apresentando um percentual de concordância de 99%. Conclusão: o instrumento foi validado com quatro domínios (Vínculo, Autonomia, Acolhimento e Gestão) e dezenove itens que avaliam o uso das tecnologias leves em Unidade de Terapia Intensiva.

Confiabilidade e validade de construto do Instrumento para Mensuração do Impacto da Doença no Cotidiano do Valvopata

Reliability and construct validity of the Instrument to Measure the Impact of Valve Heart Disease on the Patient's Daily Life

Daniela Brianne Martins dos Anjos, Roberta Cunha Matheus Rodrigues, Kátia Melissa Padilha, Rafaela Batista dos Santos Pedrosa, Maria Cecília Bueno Jayme Gallani

Objetivos: avaliar a praticabilidade, aceitabilidade e os efeitos teto e chão, estimar a confiabilidade e verificar a validade de construto convergente do Instrumento para Mensuração do Impacto da Doença no Cotidiano do Valvopata em pacientes com valvopatia mitral e/ou aórtica. Método: dados foram obtidos junto a 86 pacientes valvopatas por meio de três etapas: uma entrevista presencial para caracterização sociodemográfica e clínica e as duas outras realizadas por meio de contato telefônico para as aplicações do instrumento (Teste e teste de repetição). Resultados: quanto à praticabilidade e aceitabilidade, o instrumento foi aplicado com tempo médio de 9,9 minutos e com 110% de respostas, respectivamente. Constatados efeitos teto e chão para todos os domínios, principalmente efeito chão. A confiabilidade foi testada por meio do teste-teste de repetição, obtendo-se evidências de estabilidade temporal da medida. Foram constatadas correlações negativas significantes de moderada a forte magnitude entre o escore da questão genérica sobre o impacto da doença e os escores do IDCV, o que aponta para validade de construto convergente do instrumento. Conclusão: o Instrumento para Mensuração do Impacto da Doença no Cotidiano do Valvopata apresentou evidências de confiabilidade e validade quando aplicado em pacientes com valvopatia.

Repercussões da prisão por violência conjugal: o discurso de homens

Repercussions of imprisonment for conjugal violence: discourses of men

Anderson Reis de Sousa, Álvaro Pereira, Gilvânia Patrícia do Nascimento Paixão, Nadirlene Gomes Pereira, Luana Moura Campos, Telmara Menezes Couto

Objetivo: conhecer as repercussões da prisão por violência conjugal para os homens. Métodos: estudo qualitativo com 20 homens que foram presos e respondem a processo criminal por violência conjugal em uma Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. As entrevistas foram categorizadas com base no método do Discurso do Sujeito Coletivo, com auxílio do software NVIVO(r). Resultados: o discurso coletivo revela que a vivência da prisão preventiva desencadeia desagregação familiar, estigma social, dificuldades financeiras e sintomatologia de caráter psicoemocional, como fobia, depressão, hipertensão e cefaleia. Conclusão: diante das repercussões físicas, mentais e sociais de experienciar a prisão em decorrência de violência conjugal, urge um olhar acerca do processo de somatização do vivido, da mesma maneira que estratégias de prevenção do fenômeno.

Correlação das categorias de classificação de risco com aspectos clínicos e desfechos

Correlation between classification in risk categories and clinical aspects and outcomes

Gabriella Novelli Oliveira, Cássia Regina Vancini-Campanharo, Maria Carolina Barbosa Teixeira Lopes, Dulce Aparecida Barbosa, Meiry Fernanda Pinto Okuno, Ruth Ester Assayag Batista

Objetivo: correlacionar as categorias de classificação de risco com perfil clínico, desfechos e procedência. Método: estudo transversal analítico realizado com 697 fichas de atendimento de pacientes adultos. Variáveis estudadas: idade, sexo, procedência, sinais e sintomas, exames, antecedentes pessoais, categorias da classificação de risco, especialidade médica de atendimento e desfecho. Para associar as categorias de classificação de risco com procedência, sinais e sintomas, exames, antecedentes pessoais, especialidade médica e desfecho, utilizaram-se o teste qui-quadrado e a razão de verossimilhança. Resultados: pacientes do sexo feminino foram a maioria e com média de idade 44,5 anos. Dor e dispneia foram os sintomas mais relatados e hipertensão arterial e diabetes mellitus foram as comorbidades. As categorias de classificação verde e amarela foram as mais frequentes, e a alta hospitalar foi o desfecho mais observado. Pacientes classificados na categoria vermelha apresentaram maior porcentual de procedência de ambulância, por motivos cirúrgicos. Os classificados nas categorias laranja e vermelha apresentaram maior porcentual de internação e óbito. Conclusão: a correlação entre os aspectos clínicos e desfechos permitiu inferir que existe uma relação entre a complexidade dos componentes estudados nas categorias de maior gravidade, evidenciado pelo maior porcentual de internação e óbito.

Vivências e enfrentamento diante da alteração da imagem corporal em pessoas com estomas digestivos

Experiences and coping with the altered body image in digestive stoma patients

César Hueso-Montoro, Candela Bonill-de-las-Nieves, Miriam Celdrán-Mañas, Sandra Milena Hernández-Zambrano, Manuel Amezcua-Martínez, José Miguel Morales-Asencio

Objetivo: descrever o enfrentamento de pessoas ostomizadas diante da notícia da realização do estoma, assim como analisar o significado e a vivência diante de sua nova realizada corporal. Método: estudo qualitativo fenomenológico mediante entrevistas semiestruturadas com 21 personas ostomizadas. Foi desenvolvido através da comparação constante de dados, incorporação progressiva de sujeitos e triangulação entre investigadores e enfermeiras especialistas em estomaterapia. Foi utilizado o software Atlas.ti. Resultados: emergiram duas categorias centrais: "Enfrentamento diante da notícia de que serão ostomizados" e "Significado e vivência da nova realidade corporal". A resposta dos informantes é variável, revelando situações que vão desde a aceitação natural do seu processo até a resignação e a rejeição. As experiências prévias de outros familiares, a possibilidade de reconstrução do estoma ou o tipo de doença são fatores condicionantes. Conclusões: o enfrentamento diante da notícia do estoma está condicionado pelo tipo de doença. Apesar disso, observa-se que a maioria dos informantes tende a normalizar o processo. A enfermagem tem papel fundamental na implementação de intervenções cognitivas-comportamentais e outros recursos destinados à promoção da autonomia dos pacientes em tudo relacionado ao cuidado do estoma.

Validação de um instrumento para avaliação de serviços de atenção à saúde da pessoa estomizada

Validation of an instrument for evaluating health care services to ostomized people

Juliano Teixeira Moraes, Carlos Faria Santos Amaral, Eline Lima Borges, Mauro Souza Ribeiro, Eliete Albano Azevedo Guimarães

Objetivos: desenvolver e validar uma matriz de análise e julgamento para a avaliação de Serviços de Atenção à Saúde da Pessoa Estomizada. Método: estudo seccional em 28 unidades de saúde do estado de Minas Gerais. Foi realizada uma análise descritiva do instrumento e um estudo das suas propriedades psicométricas. Para a validação de conteúdo e de aparência foi utilizada a técnica Delphi. A análise psicométrica foi realizada por meio do estudo da confiabilidade e validade das medidas obtidas com o instrumento. Resultados: foi possível construir uma matriz de análise e julgamento com 16 componentes (pontuados com escores de zero a cinco) agrupados de acordo com as dimensões estrutura e processo considerados fundamentais para a avaliação do serviço. Os resultados alcançados para a confiabilidade para estrutura e processo, por meio do Coeficiente alfa de Cronbach (α = 0,771 e α = 0,809 respectivamente), e validades de conteúdo e de construto, demonstraram boa consistência interna e satisfatória validade. A análise fatorial exploratória apontou o item "principal atividade realizada na unidade" como limitação da escala. Conclusão: o estudo disponibiliza nova ferramenta para a avaliação de estrutura e processo do Serviço de Atenção à Saúde da Pessoa Ostomizada.

Fatores associados ao consumo problemático de drogas entre pacientes psiquiátricos ambulatoriais

Factors associated with problematic drug use among psychiatric outpatients

Clarissa Mendonça Corradi-Webster, Edilaine Cristina da Silva Gherardi-Donato

Objetivo: analisar os fatores associados ao consumo problemático de droga entre pacientes psiquiátricos ambulatoriais. Método: estudo transversal em dois serviços de saúde mental. Foram considerados indivíduos elegíveis os usuários desses serviços de saúde mental, que os utilizaram dentro do período de coleta de dados. Instrumentos: Questionário padronizado sobre dados sociodemográficos, redes sociais, prejuízos sociais e informações clínicas; Teste de Triagem do Envolvimento com Álcool, Cigarro e outras Substâncias (ASSIST); Escala de Impulsividade de Barratt; e Escala de Avaliação de Reajustamento Social de Holmes e Rahe. A análise estatística foi realizada utilizando-se estatísticas paramétricas considerando um nível de significância de p ≤ 0,05. Participaram do estudo 243 pacientes, com 53,9% destes apresentando consumo problemático de drogas. Resultados: os preditores independentes mais importantes do consumo problemático de drogas foram o estado civil (OR = 0,491), a prática religiosa (OR = 0,449), a satisfação com a situação financeira (OR = 0,469), ter sofrido discriminação (OR = 3,821) e a prática de atividades esportivas nos últimos 12 meses (OR = 2,25). Conclusão: as variáveis consideradas preditoras foram aquelas relacionadas ao contexto social do paciente, e por isso, recomenda-se que os serviços de saúde mental valorize ações psicossociais, buscando conhecer a rede de suporte social dos pacientes, seus modos de socialização, suas necessidades financeiras e suas experiências de vida e sofrimento.

Fatores de risco para complicações no cateter venoso periférico em adultos: análise secundária de ensaio clínico randomizado

Risk factors for complications in peripheral intravenous catheters in adults: secondary analysis of a randomized controlled trial

Derdried Athanasio Johann, Mitzy Tannia Reichembach Danski, Stela Adami Vayego, Dulce Aparecida Barbosa, Jolline Lind

Objetivo: analisar os fatores de risco relacionados à ocorrência de complicações no cateterismo venoso periférico. Método: análise secundária de dados de um ensaio clínico randomizado, no qual 169 pacientes clínicos e cirúrgicos foram alocados no grupo em uso de cateter de segurança completo (n = 90) e no grupo que utilizou cateter sobre agulha simples (n = 79), tempo de seguimento de três meses. Resultados: os fatores de risco que aumentaram as chances de desenvolvimento de complicações foram: períodos de internação compreendidos entre 10 a 19 dias (p = 0,0483) e 20 a 29 dias (p = 0,0098), uso de antimicrobianos (p = 0,0288) e soluções e planos de soro (p = 0,0362). O calibre 20 Gauge diminuiu os riscos de ocorrência de complicações (p=0,0153). A análise múltipla apontou redução do risco para o calibre 20 (p = 0,0350); aumento do risco para a infusão de soluções e planos de soro (p = 0,0351) e administração de corticosteróides (p = 0,0214). Conclusão: os fatores de risco relacionados à ocorrência de complicações no cateterismo venoso periférico foram tempo de internação entre 10 e 29 dias, infusão de antimicrobianos, soluções e planos de soro e corticosteróides. Ressalta-se o calibre 20 como fator protetor ao desenvolvimento de complicações, quando comparado ao 22. Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos: RBR-46ZQR8.

Massagem e Reiki para redução de estresse e ansiedade: Ensaio Clínico Randomizado

Massage and Reiki used to reduce stress and anxiety: Randomized Clinical Trial

Leonice Fumiko Sato Kurebayashi, Ruth Natalia Teresa Turrini, Talita Pavarini Borges de Souza, Raymond Sehiji Takiguchi, Gisele Kuba, Marisa Toshi Nagumo

Objetivo: avaliar a efetividade da Massagem e Reiki na redução de estresse e ansiedade em clientes do Instituto de Terapia Integrada e Oriental, em São Paulo (Brasil). Método: ensaio clínico controlado randomizado paralelo com amostra inicial de 122 pessoas divididas em 3 grupos Massagem+Repouso (G1), Massagem+Reiki (G2) e Controle sem intervenção (G3). Foram avaliados pela Lista de Sintomas de Stress e pelo Inventário de Ansiedade Traço-Estado, no início e após 8 sessões (1 mês), durante o ano de 2015. Resultados: houve diferença estatística (p = 0,000) segundo ANOVA para o estresse entre os grupos 2 e 3 (33% de redução e Cohen de 0,98) e entre os grupos 1 e 3 (p = 0,014), 24% de redução e Cohen de 0,78. Para a ansiedade-estado, houve redução nos grupos de intervenção comparados ao grupo Controle (p < 0,01), com 21% de redução para o Grupo 2 (Cohen de 1,18) e 16% de redução para o grupo 1 (Cohen de 1,14). Conclusão: a Massagem+Reiki conseguiu melhores resultados entre os grupos e se sugere outro estudo com uso de placebo para o Reiki, para avaliar o alcance da técnica em separado. RBR-42c8wp

Indicadores psicométricos da Zarit Burden Interview aplicada a idosos cuidadores de outros idosos

Zarit Burden Interview Psychometric Indicators Applied in Older People Caregivers of Other Elderly

Mariana Bianchi, Leticia Decimo Flesch, Erika Valeska da Costa Alves, Samila Sathler Taveres Batistoni, Anita Liberalesso Neri

Objetivo: derivar indicadores psicométricos de validade de construto e consistência interna da escala de sobrecarga de cuidadores de Zarit Burden Interview e descrever associações desta com medidas referentes às demandas de cuidado, estratégias de enfrentamento e depressão em cuidadores idosos. Método: estudo descritivo, transversal e correlacional. Cento e vinte e um cuidadores idosos (M= 70,5 ± 7,2 anos, 73% feminino) compuseram uma amostra de conveniência e responderam a um protocolo de pesquisa para levantamento de demandas de cuidado de natureza física e cognitiva, à Zarit Burden Interview (ZBI), ao Inventário de Estratégias de Enfrentamento da Califórnia e à Escala de Depressão Geriátrica (GDS-15). Resultados: a ZBI revelou bons índices de consistência interna e para os três fatores resultantes da análise fatorial, os quais explicaram 44% da variabilidade. A ZBI correlacionou-se positivamente com demandas de cuidado objetivas (p < 0,001), depressão (p = 0,006) e uso de estratégias de enfrentamento disfuncionais (p = 0,0007). Conclusão: a ZBI revela-se interessante para a aplicação a cuidadores idosos e as associações entre altos graus de sobrecarga, enfrentamento disfuncional e depressão apontam um cenário peculiar de vulnerabilidade a que este idoso que cuida de outro idoso pode estar exposto.

Ansiedade, depressão, resiliência e autoestima em indivíduos com doenças cardiovasculares

Anxiety, depression, resilience and self-esteem in individuals with cardiovascular diseases

Isabela Gonzales Carvalho, Eduarda dos Santos Bertolli, Luciana Paiva, Lidia Aparecida Rossi, Rosana Aparecida Spadoti Dantas, Daniele Alcalá Pompeo

Objetivos: analisar as relações entre os sintomas ansiosos e depressivos, resiliência e autoestima com as características sociodemográficas e clínicas; correlacionar resiliência e autoestima com a idade e o tempo da doença; analisar associações entre ansiedade e depressão com as medidas de resiliência e autoestima em indivíduos com doenças cardiovasculares. Método: estudo correlacional, realizado em Hospital de Ensino de grande porte do interior do Estado de São Paulo. A população era constituída por pacientes adultos internados com doenças cardiovasculares. Uma amostra consecutiva e não probabilística foi constituída por 120 pacientes. As variáveis de interesse foram avaliadas pela Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão, Escala de Resiliência e Escala de Autoestima de Rosenberg. Resultados: os sintomas de ansiedade e depressão estavam presentes em 32,5% e 17,5% dos pacientes, respectivamente e foram associados ao sexo feminino (p = 0,002; p = 0,022). As manifestações de depressão foram associadas à presença de comorbidades (p = 0,020). Pacientes mais resilientes não apresentaram sintomas depressivos (p < 0,001) e, as mulheres ansiosas, foram menos resilientes (p = 0,042). Os maiores escores de autoestima estiveram presentes em pacientes com ansiedade e depressão. Os homens apresentaram maior resiliência e menor autoestima quando comparados às mulheres. Conclusão: pacientes com ansiedade e depressão foram menos resilientes e apresentaram maior autoestima.

Financiamento:CNPqSIBi

Contato

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP
Revista Latino-Americana de Enfermagem
Av. Bandeirantes, 3900 - Vila Monte Alegre
CEP: 14040-902 - Ribeirão Preto, SP, Brasil

Telefone: +55 (16) 3315-3451, +55 (16) 3315-4407
E-mail: rlae@eerp.usp.br