JCR: 0,634; SJR: 0,396; H Index Scopus: 26; Qualis na área de Enfermagem: A1

ISSN: 1518-8345

  • USP
  • Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto USP
  • Who Collaborating Centre

Número: V23N3

Editorial

A formação de doutores e a produção do conhecimento em enfermagem

Doctorate education and producing knowledge in nursing

Maria Helena Palucci Marziale, Regina Aparecida Garcia de Lima

Artigos Originais

Um exame crítico da evolução da educação de doutorado em enfermagem nos Estados Unidos

A critical examination of developments in nursing doctoral education in the U.S.

Shaké Ketefian, Richard W. Redman

A graduação em enfermagem nos Estados Unidos está passando por grandes transformações, como resultado de fatores, tanto dentro da enfermagem como na sociedade em geral. Objetivo: Neste trabalho os autores examinam as tendências e fatores que estão influenciando as mudanças, especialmente na educação de doutorado, tanto para o cientista em enfermagem como para a preparação prática avançada. Conclusão: O documento fornece um fundo que serve de contexto e apresenta uma visão geral dos títulos em PhD e DPE (Doutor na Prática de Enfermagem), com foco nas mudanças recentes, identificando as questões e preocupações mais interessantes, terminando com uma série de recomendações.

Doutorado de Enfermagem na Espanha

Doctorate nursing degree in Spain

Mª José López-Montesinos, Loreto Maciá-Soler

Estudo analítico e descritivo, do processo de mudança do sistema universitário espanhol na última década (2005-2014). Objetivo: expor a mudança estrutural ocorrida na formação de enfermagem na Espanha, até o acesso aos cursos de doutorado, a partir do Processo de Convergência Europeu e o consequente desenvolvimento legislativo. Metodologia: revisão bibliográfica dos Decretos e referência de literatura sobre o objeto de estudo e análise descritiva da situação. Resultados: após diferentes alterações no conteúdo curricular da formação da enfermagem, na última década, a legislação do Espaço Europeu do Ensino Superior define as orientações de estudo de mestrado e doutorado atuais. Conclusões: a implementação dos níveis de mestrado e programas de doutorado próprios, após a graduação, torna-se possível com a nova legislação. Inicia-se uma etapa formal de enfermagem científica, capaz de gerar linhas próprias de pesquisa, liderada por doutores, integrando equipes de pesquisa nas mesmas condições que outros pesquisadores, mas agora, da própria disciplina de enfermagem.

Doutorado em Enfermagem no Chile: um caminho com dificuldades

Gaining a Doctorate in Nursing in Chile: a path not without its difficulties

Sandra Valenzuela-Suazo, Olivia Sanhueza-Alvarado

Objetivo: analisar criticamente a situação atual do doutorado, na disciplina Enfermagem, no Chile. Metodologia: através de análise histórica e contextual dos fundos de desenvolvimento para a pós-graduação em Enfermagem, especialmente no nível de doutorado. Resultados: identificaram-se aspectos limitantes neste estudo, relacionados às instituições de ciências nacionais, como as instituições de educação superior e da saúde, principalmente, a avaliação limitada da enfermagem como área de conhecimento no país, ausência de políticas institucionais claras para realização de estudos de pós-graduação, assim como, a reinserção dos pós-graduandos nas áreas acadêmica e assistencial, sendo o financiamento de bolsas de estudo de pesquisas nacionais muito difíceis de conseguir. Considerações finais: as bolsas de estudo e os financiamentos competitivos, junto ao reconhecimento como área de conhecimento, assim como, os níveis acadêmicos, principalmente nas instituições de saúde, são os principais desafios para consolidação. Um aspecto que permitiria um avanço mais rápido seria através de convênios entre instituições nacionais e internacionais, aumentando as potencialidades e os financiamentos para estudos e estágios acadêmicos, tornando possível a realização de investigações em conjunto.

Doutorado em Enfermagem no Brasil: formação em pesquisa e produção de teses

Nursing Doctorates in Brazil: research formation and theses production

Carmen Gracinda Silvan Scochi, Francine Lima Gelbcke, Márcia de Assunção Ferreira, Maria Alice Dias da Silva Lima, Katia Grillo Padilha, Nátali Artal Padovani, Denize Bouttelet Munari

Objetivo: analisar a formação dos doutores em enfermagem no Brasil, a partir da produção de teses, das disciplinas e outras estratégias com foco em pesquisa oferecidas pelos cursos. Método: estudo descritivo e analítico do desempenho de 18 cursos de doutorado da área de Enfermagem, funcionando no período de 1982 a 2010, que tiveram teses defendidas entre 2010-2012. Resultados: foram defendidas 502 teses no período, a maioria vinculada à linha de pesquisa processo de cuidar em saúde e enfermagem. Existem lacunas na produção de conhecimento sobre fundamentos teórico-filosóficos do cuidar, história de enfermagem e ética. Também há fragilidades no delineamento metodológico das teses, com predominância de estudos descritivos e/ou exploratórios. Observou-se consonância com os padrões internacionais estabelecidos no que se refere à proposição de disciplinas de pesquisas e de estratégias complementares na formação do doutor. Conclusão: apesar dos esforços e avanços na formação em pesquisa, é fundamental expandir-se na proposição de projetos mais robustos e de maior impacto na produção de conhecimento que sejam incorporados à prática.

Teses de Doutorado dos Programas de Pós-graduação em Enfermagem do Brasil e sua Associação com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Doctoral Theses from Nursing Postgraduate Programs in Brazil and their Association with the Millennium Development Goals

Rosalina Aparecida Partezani Rodrigues, Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi, Alacoque Lorenzini Erdmann, Josicélia Dumet Fernandes, Alba Lucia Bottura Leite de Barros, Flávia Regina Souza Ramos

Objetivos: os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio centram-se no combate à pobreza e outros males da sociedade, no mundo. Assim, neste estudo buscou-se identificar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio como objeto de estudo nas teses dos Programas de Pós-Graduação em Enfermagem com notas 5 (excelência nacional), 6 e 7 (excelência internacional), no Brasil, e avaliar a associação entre nota do Programa e alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Método: pesquisa documental descritiva exploratória. Dados coletados nos Cadernos de Indicadores/Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, dos 15 Programas de Pós-Graduação em Enfermagem com notas de 5 a 7, do triênio 2010/2012. Resultados: dos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, 6 foram abordados nas teses. Existe associação (teste exato de Fisher p-valor=0,0059) entre distribuição das teses e notas dos programas em relação aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio presentes, e alcance ou não dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (p-valor=0,0347) Conclusão: as teses de doutorado apresentaram tímida relação com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, embora abordassem o desenvolvimento econômico, condições de saúde e qualidade de vida da população. Recomenda-se maior atenção dos Programas de Pós-Graduação em Enfermagem para com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Formação acadêmica do profissional de enfermagem e sua adequação às atividades de trabalho

Academic training of nursing professionals and its relevance to the workplace

Maria del Carmen Barbera Ortega, Diana Cecagno, Ana Myriam Seva Llor, Hedi Crecencia Heckler de Siqueira, Maria José López Montesinos, Loreto Maciá Soler

Objetivo: identificar a formação dos profissionais de enfermagem e sua adequação ao trabalho que realizam, assim como, a demanda de formação continuada. Métodos: estudo observacional, descritivo, mediante questionário "Formação e Adequação do Profissional de Enfermagem ao Posto de Trabalho". Disponível em: http://enfermeriadocente.es para profissionais de enfermagem. Resultados: 53,8% dos enfermeiros consideram que a formação recebida não atende às necessidades de sua atividade de trabalho. Do total, 94,2% referem que a formação acadêmica relacionada à atividade de trabalho repercute na qualidade da assistência prestada. Conclusões: os profissionais de enfermagem consideram necessário adequar a formação continuada à atividade de trabalho e trajetória profissional. A formação dos profissionais deve ser contínua, iniciando-se na formação básica e sendo constante ao longo da vida profissional.

O ambiente vivo, dinâmico e complexo de cuidados em Unidade de Terapia Intensiva

The Living, Dynamic and Complex Environment Care in Intensive Care Unit

Marli Terezinha Stein Backes, Alacoque Lorenzini Erdmann, Andreas Büscher

Objetivos: compreender o significado do ambiente de cuidados em Unidade de Terapia Intensiva Adulto, vivenciado pelos profissionais que atuam nessa unidade, gestores, pacientes, familiares e profissionais dos serviços de apoio, bem como construir um modelo teórico sobre o ambiente de cuidados em Unidade de Terapia Intensiva. Método: Grounded Theory, tanto para a coleta como para a análise dos dados. Com base na amostragem teórica, realizaram-se 39 entrevistas em profundidade, em três Unidades de Terapia Intensiva Adulto. Resultados: construiu-se a teoria substantiva denominada “sustentando a vida no ambiente complexo de cuidados em Unidade de Terapia Intensiva” que compreende oito categorias: “cuidando e monitorando o paciente continuamente” e “utilizando tecnologia adequada e diferenciada” (condições causais); “proporcionando um ambiente adequado” e “tendo familiares com preocupação” (contexto); “mediando facilidades e dificuldades” (condições intervenientes); “organizando o ambiente e gerenciando a dinâmica da unidade” (estratégia) e “encontrando dificuldades para aceitar e lidar com a morte” (consequências). Conclusão: confirmou-se a tese de que “o ambiente de cuidados em Unidade de Terapia Intensiva é um ambiente vivo, dinâmico e complexo que sustenta a vida dos pacientes nela internados”.

Análise das mudanças e dificuldades advindas após o transplante renal: uma pesquisa qualitativa

Analysis of the changes and difficulties arising from kidney transplantation: a qualitative study

Daniela Cristina Sampaio de Brito, Alessandra Moregola de Paula, Fabiane Rossi dos Santos Grincenkov, Giancarlo Lucchetti, Hélady Sanders-Pinheiro

Objetivo: identificar os principais ganhos e estressores percebidos pelo paciente, após um ano de transplante renal. Método: trata-se de um estudo qualitativo, em que os dados foram obtidos e analisados através do Discurso do Sujeito Coletivo e contagem de frequência, com a participação de 50 pacientes transplantados renais. Resultados: a amostra apresentou média de idade de 44±12,8 anos e predominância do sexo masculino (62%). As principais mudanças positivas proporcionadas pelo transplante foram: retorno às atividades; liberdade/independência; bem-estar e saúde; fortalecimento do eu; e estreitamento das relações interpessoais. Os estressores mais citados foram: medo; medicação; excesso de cuidado/controle; particularidades do tratamento; e não retorno aos papéis sociais. Conclusão: o transplante renal proporcionou várias mudanças positivas à rotina do paciente, sendo o retorno às atividades de vida diária o ganho mais importante, na opinião dos participantes. Quanto aos estressores, o medo relacionado à perda do enxerto e questões relativas ao medicamento imunossupressor foram os principais desafios a serem enfrentados após o transplante.

Significados da qualidade de vida no contexto da quimioterapia pelo paciente com câncer colorretal

Meanings of quality of life held by patients with colorectal cancer in the context of chemotherapy

Luciana Scatralhe Buetto, Marcia Maria Fontão Zago

Objetivo: o objetivo do estudo foi interpretar os significados atribuídos à qualidade de vida por pacientes com câncer colorretal em quimioterapia. Método: utilizamos o método etnográfico e o referencial teórico da antropologia médica. Os dados foram coletados por entrevistas semiestruturadas e observações participantes com dezesseis homens e mulheres, entre 43 e 75 anos, que realizavam quimioterapia em um hospital público universitário. Resultados: os sentidos e significados descrevem as rupturas biográficas, a perda da normalidade da vida, o sofrimento pessoal e social, a necessidade de reagir às reações da quimioterapia que é uma etapa liminar para a cura. A qualidade de vida é avaliada como insatisfatória devido às limitações pessoais e sociais do tratamento e esta relacionada à retomada da normalidade da vida. Conclusões: os significados evidenciam a importância de se considerar aspectos socioculturais na conceituação e avaliação da qualidade de vida.

Prevalência da Síndrome Metabólica entre trabalhadores de Enfermagem e associação com estresse ocupacional, ansiedade e depressão

Prevalence of Metabolic Syndrome among nursing personnel and its association with occupational stress, anxiety and depression

Renata Perfeito Ribeiro, Maria Helena Palucci Marziale, Julia Trevisan Martins, Patrícia Helena Vivan Ribeiro, Maria Lucia do Carmo Cruz Robazzi, José Carlos Dalmas

Objetivo: identificar a prevalência da Síndrome Metabólica entre trabalhadores de enfermagem e sua associação com estresse ocupacional, ansiedade e depressão. Método: estudo descritivo, correlacional, com 226 trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação da Job Stress Scale, da Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e de questionário sociodemográfico, com variáveis da Síndrome Metabólica. Foram utilizadas análises univariadas e testes quiquadrado e de Pearson para correlação entre as variáveis, com nível de significância de 5%. Resultados: os trabalhadores que apresentaram Síndrome Metabólica foram 86 (38,1%), destes, 183 eram (81,1%) do sexo feminino e 43 (19,9%) do sexo masculino, com idades entre 23 e 66 anos. Em relação à ansiedade e depressão, 154 (68,1%) apresentaram ansiedade, sendo que 48 (31,2%) também apresentaram a Síndrome Metabólica e 185 (81,8%) apresentaram depressão, onde 62 (33,5%) também tinham Síndrome Metabólica. Verificou-se que 61 (27,0%) trabalhadores apresentaram estresse e, destes, 14 (22,9%) apresentaram Síndrome Metabólica. Conclusão: constatou-se correlação entre as variáveis ansiedade e Síndrome Metabólica e estresse e Síndrome Metabólica, sem correlação entre as variáveis depressão e Síndrome Metabólica.

Análise espacial da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana entre gestantes

Spatial analysis of infection by the human immunodeficiency virus among pregnant women

Eliane Rolim de Holanda, Marli Teresinha Gimeniz Galvão, Nathália Lima Pedrosa, Simone de Sousa Paiva, Rosa Lívia Freitas de Almeida

Objetivos: analisar a distribuição espacial dos casos notificados de gestantes infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana e identificar as áreas urbanas de maior vulnerabilidade social para a ocorrência da infecção entre gestantes. Método: estudo ecológico, desenvolvido mediante técnicas de análise espacial de dados de área. Utilizaram-se dados secundários do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, do município de Recife, Pernambuco. Dados sobre natalidade foram obtidos do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos e dados socioeconômicos do Censo Demográfico 2010. Resultados: verificou-se presença de autocorrelação espacial, sendo o Índice Global de Moran significante para a distribuição. Identificaram-se clusters, considerados áreas de alto risco, localizados em bairros agrupados, com taxas de infecção em gestantes igualmente altas entre si. Distinguiu-se bairro, situado no noroeste do município, considerado em fase de transição epidemiológica. Conclusão: precárias condições de vida evidenciadas pelos indicadores analfabetismo, ausência de pré-natal e pobreza mostraram-se relevantes para o risco da transmissão vertical do HIV, convergindo para o agrupamento de casos entre regiões desfavorecidas.

Construção e validação dos indicadores e suas definições para o resultado de enfermagem Estado da deglutição

Construction and validation of indicators and respective definitions for the nursing outcome Swallowing Status.

Ana Railka de Souza Oliveira, Thelma Leite de Araujo, Emilia Campos de Carvalho, Alice Gabrielle de Sousa Costa, Tahissa Frota Cavalcante, Marcos Venícios de Oliveira Lopes

Objetivo: construir e validar por especialistas e clinicamente os indicadores para o resultado de enfermagem Estado da deglutição e suas definições conceituais e operacionais em pacientes após acidente vascular cerebral. Método: estudo metodológico, com análise de conceito e validações de conteúdo e clínica. Verificou-se o Índice de Validade de Conteúdo para as notas atribuídas por 11 especialistas aos indicadores revisados. Na validação clínica, examinaram-se 81 pacientes por duas duplas de enfermeiros, uma usando instrumento com as definições construídas e outra com instrumento sem definições. As avaliações foram comparadas pelo Coeficiente de Correlação Intraclasse, teste de Friedman e Diferença Mínima Significante. Resultados: exceto o indicador Captura do alimento, todos apresentaram Índice de Validade de Conteúdo superior a 0,80. A dupla de enfermeiros com instrumento contendo as definições construídas apresentou Coeficiente de Correlação Intraclasse superior a 0,80 para todos os indicadores e pelo cálculo da Diferença Mínima Significante houve similaridade entre todas as avaliações. Na dupla que estava sem as definições elaboradas, o coeficiente foi baixo (ρ<0,75) para todos os indicadores. Conclusão: os dados evidenciaram aumento na uniformidade e acurácia entre as avaliações dos enfermeiros ao utilizar as definições conceituais e operacionais para os indicadores do resultado de enfermagem Estado da deglutição.

Efetividade do gel de papaína no tratamento de úlceras venosas: ensaio clínico randomizado

Effectiveness of papain gel in venous ulcer treatment: randomized clinical trial

Ana Luiza Soares Rodrigues, Beatriz Guitton Renaud Baptista de Oliveira, Débora Omena Futuro, Silvia Regina Secoli

Objetivo: avaliar a efetividade do gel de papaína a 2% comparado ao gel de carboximetilcelulose a 2% no tratamento de pacientes com úlceras venosas crônicas. Método: ensaio clínico controlado randomizado, com tempo de seguimento de 12 semanas. A amostra foi composta por 18 voluntários e o total de 28 úlceras venosas. No grupo experimento foi utilizado o gel de papaína a 2% e no grupo controle o gel de carboximetilcelulose a 2%. Resultados: o grupo experimento apresentou redução significativa da área das lesões, especialmente no período entre a 5ª e a 12ª semana de tratamento, com duas úlceras cicatrizadas e aumento expressivo da quantidade de tecido de epitelização no leito das lesões. Conclusão: o gel de papaína a 2% apresentou maior efetividade quanto à redução da área das lesões, entretanto, se mostrou similar ao gel de carboximetilcelulose a 2%, quanto à redução da quantidade de exsudato e de tecido desvitalizado. Sugere-se a realização de estudos multicêntricos para evidenciar a efetividade do gel de papaína a 2% na cicatrização de úlceras venosas. Número do UTN: U1111-1157-2998

Avaliação da desinfecção de superfícies hospitalares por diferentes métodos de monitoramento

Assessment of disinfection of hospital surfaces using different monitoring methods

Adriano Menis Ferreira, Denise de Andrade, Marcelo Alessandro Rigotti, Margarete Teresa Gottardo de Almeida, Odanir Garcia Guerra, Aires Garcia dos Santos Junior

Objetivo: avaliar a eficiência da limpeza/desinfecção de superfícies de uma Unidade de Terapia Intensiva. Método: trata-se de estudo descritivo-exploratório com abordagem quantitativa, realizado durante quatro semanas. Utilizaram-se como indicadores para limpeza/desinfecção a avaliação visual, trifosfato de adenosina por bioluminescência e indicador microbiológico. Foram avaliadas, antes e depois da aplicação de álcool a 70% (p/v), cinco superfícies, grade da cama, mesa de cabeceira, bomba de infusão, balcão de enfermagem e mesa de prescrição médica, totalizando 160 amostras para cada método. Utilizaram-se testes não paramétricos, considerando-se diferença estatisticamente significativa para p<0,05. Resultados: após o processo de limpeza/desinfecção, 87,5, 79,4 e 87,5% das superfícies foram consideradas limpas utilizando os métodos de monitoramento visual, trifosfato de adenosina por bioluminescência e microbiológico, respectivamente. Houve redução estatisticamente significante nas taxas de reprovação após o processo, considerando os três métodos de avaliação. A avaliação visual foi o método menos confiável. Conclusão: o processo de limpeza/desinfecção foi eficiente na redução da carga microbiana e matéria orgânica das superfícies, no entanto, esses achados podem contribuir para estudos adicionais, a fim de elucidar aspectos relacionados à técnica de fricção, sua frequência e associação ou não com outros insumos com o objetivo de alcançar melhores resultados no processo de limpeza/desinfecção.

Elaboração de um escore de risco para remoção não eletiva do cateter central de inserção periférica em neonatos

The development of a risk score for unplanned removal of peripherally inserted central catheter in newborns

Priscila Costa, Amélia Fumiko Kimura, Debra Huffman Brandon, Eny Dorea Paiva, Patricia Ponce de Camargo

Objetivo: elaborar um escore de risco para remoção não eletiva do cateter central de inserção periférica em neonatos. Método: estudo de coorte prospectivo conduzido em unidade de terapia intensiva neonatal com recém-nascidos submetidos à instalação de 524 cateteres centrais de inserção periférica. As características clínicas do neonato, a técnica de inserção do cateter e a terapia intravenosa foram testadas como fatores de risco para remoção não eletiva do cateter na análise bivariada. O escore de risco foi elaborado a partir da regressão logística, validado internamente e sua acurácia avaliada por meio da área sob a curva receiver operating characteristic. Resultados: o escore de risco foi composto pelos fatores de risco: diagnóstico de transtorno transitório do metabolismo, inserção prévia do cateter, uso de cateter duplo lúmen de poliuretano, infusão de múltiplas soluções endovenosas através de cateter mono lúmen e posição não central da ponta do cateter. Sua aplicação permitiu classificar os recém-nascidos em três categorias de risco: baixo (0 a 3 pontos), moderado (4 a 8 pontos) e alto (≥ 9 pontos) para remoção não eletiva, com acurácia de 0,76. Conclusão: recomenda-se adotar estratégias preventivas baseadas em evidências de acordo com a classificação e fatores de risco do recém-nascido, visando minimizar a ocorrência de remoção não eletiva do cateter.

A adesão das enfermeiras ao Método Canguru: subsídios para a gerência do cuidado de enfermagem

Nurses’ adherence to the Kangaroo Care Method: support for nursing care management

Laura Johanson da Silva, Josete Luzia Leite, Carmen Gracinda Silvan Scochi, Leila Rangel da Silva, Thiago Privado da Silva

Objetivo: construir um modelo teórico explicativo acerca da adesão das enfermeiras ao Método Canguru na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, a partir dos significados e interações para a gerência do cuidado. Método: pesquisa qualitativa, guiada pelo referencial da Grounded Theory. Foram entrevistadas oito enfermeiras de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da cidade do Rio de Janeiro. A análise comparativa dos dados percorreu as etapas de codificação aberta, axial e seletiva, sendo construído um modelo teórico do tipo condicional-causal. Resultados: emergiram quatro categorias principais que compuseram o paradigma de análise: Vestindo a camisa do Método Canguru; Trabalhando com a complexidade do Método Canguru; Encontrando (des)motivação para aplicar o Método Canguru; e Deparando-se com os desafios para a adesão e aplicação do Método Canguru. Conclusões: o fenômeno central revelou que cada enfermeira e profissional da equipe possui um papel de multiplicador de valores e práticas que podem ou não ser construtivas, influenciando potencialmente na (des)continuidade do Método Canguru na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Os achados podem ser utilizados para o delineamento de estratégias gerenciais que ultrapassem os cursos e treinamentos e garantam o fortalecimento do modelo assistencial.

Troca de gases prejudicada: acurácia das características definidoras em crianças com infecção respiratória aguda

Impaired gas exchange: accuracy of defining characteristics in children with acute respiratory infection

Lívia Maia Pascoal, Marcos Venícios de Oliveira Lopes, Daniel Bruno Resende Chaves, Beatriz Amorim Beltrão, Viviane Martins da Silva, Flávia Paula Magalhães Monteiro

Objetivo: analisar a acurácia das características definidoras do diagnóstico de enfermagem troca de gases prejudicada, em crianças com infecção respiratória aguda. Método: estudo de coorte prospectiva aberta, realizado com 136 crianças, acompanhadas por um período consecutivo de, no mínimo, seis dias e, no máximo, dez dias. Para coleta dos dados utilizou-se um instrumento baseado nas características definidoras do diagnóstico troca de gases prejudicada e na literatura pertinente acerca da avaliação pulmonar. Foram calculadas as medidas de acurácia de todas as características definidoras estudadas. Resultados: o diagnóstico Troca de gases prejudicada esteve presente em 42,6% das crianças, na primeira avaliação. Hipoxemia foi a característica que apresentou as melhores medidas de acurácia. Respiração anormal apresentou elevado valor de sensibilidade e agitação, cianose e cor da pele anormal evidenciaram alta especificidade. Todas estas características apresentaram valor preditivo negativo acima de 70%, e cianose também se destacou pelo elevado valor preditivo positivo. Conclusão: hipoxemia foi a característica definidora que apresentou melhor capacidade preditiva para determinação de Troca de gases prejudicada. Estudos desta natureza permitem que o enfermeiro minimize a variabilidade existente nas situações clínicas apresentadas pelo paciente e identifique, de forma acurada, o diagnóstico de enfermagem que representa a sua verdadeira condição clínica.

Análise da trajetória dos pais latinos, variáveis culturais nas atitudes sexuais dos adolescentes, normas, auto-eficácia, e intenções sexuais

A Path Analysis of Latino Parental, Teenager and Cultural Variables in Teenagers’ Sexual Attitudes, Norms, Self-Efficacy, and Sexual Intentions

Vanessa Pirani Gaioso, Antonia Maria Villarruel, Lynda Anne Wilson, Andres Azuero, Gwendolyn Denice Childs, Susan Lane Davies

Objetivo: testar um modelo teórico com base na Expansão Parental da Teoria do Comportamento Planejado, examinando a relação entre pais selecionados, adolescentes e variáveis culturais e as intenções dos jovens latinos ao se envolverem com comportamento sexual. Método: um design correlacional de corte transversal baseado em uma análise de dados secundários de 130 pares de pais e adolescentes latinos. Resultados: procedimentos de regressão e de análise de trajetória foram usados para testar sete hipóteses e os resultados demonstraram um apoio parcial para o modelo. O familismo parental e o conhecimento sobre sexo foram significativamente associados com as atitudes dos pais em relação a comunicação sexual com seus filhos. A aculturação dos pais latinos foi negativamente relacionada com sua auto-eficácia na comunicação sexual com os adolescentes e positivamente relacionada com suas normas subjetivas na comunicação sexual com os jovens. O conhecimento do adolescente sobre sexo foi consideravelmente associado com os mais altos níveis de suas atitudes e normas subjetivas sobre a comunicação sexual com seus pais. Apenas o preditor das atitudes dos adolescentes sobre ter relações sexuais nos próximos três meses foi significativamente associado com as intenções dos adolescentes em ter relações sexuais nos próximos 3 meses.. Conclusão: os resultados deste estudo fornecem informações importantes para guiar pesquisas futuras que possam informar o desenvolvimento de intervenções para prevenir o comportamento sexual arriscado de adolescentes entre os latinos.

Presença e extensão dos atributos da atenção primária à saúde entre crianças hospitalizadas por pneumonia

Presence and extent of the primary health care attributes among children hospitalized for pneumonia

Juliana Coelho Pina, Suzana Alves de Moraes, Maria Cândida de Carvalho Furtado, Débora Falleiros de Mello

Objetivo: analisar a presença e a extensão dos atributos da atenção primária à saúde entre crianças hospitalizadas por pneumonia. Método: estudo observacional, retrospectivo, com delineamento caso-controle de base hospitalar, desenvolvido em três hospitais conveniados com o Sistema Único de Saúde, situados em um município do Estado de São Paulo, Brasil. Participaram do estudo 690 crianças menores de cinco anos de idade, sendo 345 casos e 345 controles. Resultados: ambos os grupos apresentaram escores elevados para acesso aos serviços de saúde. Diferentemente, escores elevados para atributos como longitudinalidade e coordenação da atenção se revelaram nos controles. Apesar de escores baixos, integralidade e orientação familiar também foram maiores para os controles. Conclusão: o conhecimento dos aspectos que envolvem os atributos da Atenção Primária à Saúde e sua oferta para os cuidados da criança são de extrema importância, pois possuem potencial para fornecer subsídios aos profissionais e gestores do Sistema Único de Saúde em uma perspectiva de organização dos serviços de saúde.

Uso e influência dos Planos de Parto e Nascimento no processo de parto humanizado

Use and influence of Delivery and Birth Plans in the humanizing delivery process

María Suárez-Cortés, David Armero-Barranco, Manuel Canteras-Jordana, María Emilia Martínez-Roche

Objetivos: conhecer, analisar e descrever a situação atual dos Planos de Parto e Nascimento no contexto estudado, comparando o processo de parto e sua finalização entre as mulheres que apresentaram e as que não apresentaram um Plano de Parto e Nascimento. Método: estudo de coorte quantitativo, transversal, observacional descritivo comparativo, realizado durante um biênio. Foram selecionadas todas as mulheres que deram à luz no período estudado, incluindo 9303 mulheres. Resultados: o número de Planos de Parto e Nascimento apresentados no primeiro ano foi de 132, contra 108 no segundo. Entre as variáveis analisadas, foi encontrada uma diferença significativa para “contato pele a pele”, “eleição de posição de dilatação e parto”, “uso de enema”, “ingestão de alimentos ou líquidos”, “partos normais”, “clampeamento tardio do cordão” e “depilação do períneo”. Conclusões: os Planos de Parto y Nascimento influenciam positivamente o processo de parto e sua finalização. São necessárias políticas sanitárias para aumentar o número de Planos de Parto e Nascimento apresentados nos hospitais estudados.

Percepção de estudantes de enfermagem sobre violência do parceiro: conhecimentos, crenças e função profissional

Perception of nursing students about couples’ violence: knowledge, beliefs and professional role

Assumpció Rigol-Cuadra, Paola Galbany-Estragué, Concepció Fuentes-Pumarola, Maria Dolors Burjales-Martí, Dolors Rodríguez-Martín, David Ballester-Ferrando

Objetivos: examinar os conhecimentos, crenças e a percepção da função profissional que têm os estudantes de enfermagem, sobre a violência contra as mulheres, nos relacionamentos íntimos. Método: estudo qualitativo, descritivo, seguindo o modelo ecológico, através de 16 grupos focais, realizado com 112 estudantes de quatro cursos de enfermagem, de quatro universidades espanholas. Resultados: as categorias analíticas foram: conhecimento, função profissional e as crenças das ações do agressor sobre a vítima. Os estudantes desconhecem as características de abusos, diretrizes, protocolos, questões de triagem e de rastreamento, reivindicando diretrizes de intervenção específica. Não identificam sua própria função profissional, sendo delegada ou especializada. As crenças em relação a atuação com a vítima não são orientadas por padrões profissionais, percebendo a violência como uma situação específica e dissociando a prevenção dos cuidados em saúde. Eles percebem o agressor como um doente mental, justificando, assim, a tolerância ou delegação de ações. Conclusões: os alunos definem noções preconcebidas sobre violência do parceiro. Os discursos reproduzem mitos e reforçam valores estereotipados, indicando estudos insuficientes durante a formação em enfermagem, gerando a necessidade de reforçar as competências nos currículos em relação à violência do parceiro.

Visita agendada do profissional de enfermagem a idosos em seu domicílio: prevenção ou tratamento?

Programmed home visits by nursing professionals to older adults: prevention or treatment?

Caridad Dios-Guerra, Juan Manuel Carmona-Torres, África Ruíz-Gándara, Adoración Muñoz-Alonso, María-Aurora Rodríguez-Borrego

Objetivos: compreender o impacto da visita domiciliar dos profissionais de enfermagem a pessoas com 65 anos ou mais, com diversas doenças, em morbimortalidade. Método: estudo retrospectivo, caso-controle, por levantamento de registros médicos. Amostragem aleatória. Como variáveis principais, morbidade e mortalidade; descritivo: visita do enfermeiro, filiação, dados clínicos e saúde social. Análise por medidas de tendência central, dispersão, posição, catalogação, frequências relativas e absolutas; não paramétricas, contraste χ2; Wilcoxon-Mann-Whitney. Resultados: foram incluídos no estudo 1743, destes, 199 receberam visitas domiciliares; a média de idade de quem recebeu a visita é 81,99 anos; estes apresentam maior número de doenças, com média de 3,76; vivem em casa, embora juntos tenham mais institucionalização que os controles; 50% não tem um cuidador principal; o maior o número de visitas de enfermeiros são aos pacientes que vivem em casa (p < 0,001); 50% não tem nenhum plano de saúde, com relação significativa (p < 0,001). Não existem diferenças significativas na vida entre casos e controles. Conclusão: a visita domiciliar do profissional de enfermagem não tem impacto na morbimortalidade; a visita ocorre quando os pacientes já têm problemas de saúde, sem dados de prevenção.

Desgaste profissional, stress e satisfação no trabalho do pessoal de enfermagem em um hospital universitário

Professional burnout, stress and job satisfaction of nursing staff at a university hospital

Silvia Portero de la Cruz, Manuel Vaquero Abellán

Objetivos: descrever as características sócio-ocupacionais do pessoal de enfermagem de um hospital terciário do Serviço Público de Saúde de Andalucía, avaliar o grau de stress ocupacional, desgaste profissional e satisfação no trabalho daqueles profissionais e estudar a possível relação entre as dimensões do desgaste profissional e os níveis de stress e satisfação no trabalho com variáveis do tipo sócio-ocupacional. Método: estudo descritivo transversal em uma mostra de 258 enfermeiros/as e auxiliares. Como instrumentos de pesquisa foram utilizados um questionário original e específico para coletar variáveis sócio-ocupacionais, o Maslach Burnout Inventory, a Nursing Stress Scale e o questionário Font-Roja. Foram aplicadas estatística descritiva, inferencial e análise multivariada. Resultados: foram alcançadas pontuações médias para stress ocupacional e satisfação, de 44.23 e 65.46 pontos, respectivamente. No que diz respeito ao desgaste profissional, foi evidenciado uma pontuação média na subescala de exaustão emocional; elevado para a despersonalização e baixa para a realização pessoal. Conclusões: o nível de exaustão emocional é médio, alto para a despersonalização e baixo para a realização pessoal. São necessários estudos que visam identificar seus níveis existentes nas organizações de saúde e produzir conhecimentos sobre suas interrelações.

Avaliação dos atributos da atenção primária na perspectiva das usuárias que vivenciam o cuidado

An assessment of primary care attributes from the perspective of female healthcare users

Eliane de Fátima Almeida Lima, Ana Inês Sousa, Cândida Caniçali Primo, Francielie Marabotti Costa Leite, Rita de Cassia Duarte Lima, Ethel Leonor Nóia Maciel

Objetivo: avaliar a qualidade da Estratégia Saúde da Família e verificar a associação dos atributos da atenção primária com as características sociodemográficas das usuárias. Método: estudo descritivo e transversal, no qual foram entrevistadas 215 usuárias da Estratégia Saúde da Família. Foi utilizado o Instrumento de Avaliação da Atenção Primária na versão adulto e feito os testes exato de Fisher, qui-quadrado de Pearson e regressão logística. Resultados: verificou-se que a dimensão “acessibilidade” apresentou menor média (1,80). Por outro lado, “acesso” foi a dimensão mais bem avaliada (8,76). Os atributos: “longitudinalidade”, “coordenação”, “integralidade” e “orientação” tiveram resultados insatisfatórios. Ao avaliar a associação entre as características sociodemográficas das usuárias e os atributos essenciais, derivado e geral, não houve associações entre os atributos e as características (p>0,05). Conclusão: na perspectiva das usuárias, todos os serviços possuem atributos que precisam ser melhorados.

A experiência da família da criança e/ou adolescente em cuidados paliativos: flutuando entre a esperança e a desesperança em um mundo transformado pelas perdas

The family’s experience of the child and/or teenager in palliative care: fluctuating between hope and hopelessness in a world changed by losses

Maira Deguer Misko, Maiara Rodrigues dos Santos, Carolliny Rossi de Faria Ichikawa, Regina Aparecida Garcia de Lima, Regina Szylit Bousso

Objetivos: compreender a experiência da família da criança e/ou adolescente em cuidados paliativos e construir um modelo teórico representativo do processo vivenciado pela família. Metodologia: para tanto, utilizou-se do Interacionismo Simbólico e da Teoria Fundamentada nos Dados. Foram entrevistadas 15 famílias de crianças e/ou adolescentes em cuidados paliativos, e os dados foram obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas. Resultados: após a análise comparativa dos dados, construiu-se a teoria substantiva “flutuando entre a esperança e a desesperança em um mundo transformado pelas perdas”, composta por: “tendo a vida estilhaçada”, “manejando a nova condição”, “reconhecendo os cuidados paliativos” e “reaprendendo a viver”. Esperança, perseverança e crenças espirituais são fatores determinantes para que a família possa continuar lutando pela vida do filho em um contexto de incertezas, angústia e sofrimento, decorrentes do estado clínico da criança. Ao longo da trajetória, a família redefine valores e integra os cuidados paliativos em suas vidas. Conclusão: permanecer com o filho em casa foi o que configurou e manteve a esperança de continuar sonhando com a recuperação e manutenção da vida da criança, mas, acima de tudo, é o que afasta, ainda que temporariamente, a possibilidade da morte do filho, quando ele permanece no contexto da família.

Financiamento:CNPqSIBi

Contato

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP
Revista Latino-Americana de Enfermagem
Av. Bandeirantes, 3900 - Vila Monte Alegre
CEP: 14040-902 - Ribeirão Preto, SP, Brasil

Telefone: +55 (16) 3315-3451, +55 (16) 3315-4407
E-mail: rlae@eerp.usp.br