JCR: 0,634; SJR: 0,396; H Index Scopus: 26; Qualis na área de Enfermagem: A1

ISSN: 1518-8345

  • USP
  • Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto USP
  • Who Collaborating Centre

Número: V22N2

Editorial

Saúde Global

Global Health

Pedro Fredemir Palha

Artigos Originais

Competências em saúde global na visão de docentes de enfermagem de instituições de ensino superior brasileiras

Global health competencies according to nursing faculty from Brazilian higher education institutions

Carla Aparecida Arena Ventura; Isabel Amélia Costa Mendes; Lynda Law Wilson; Simone de Godoy; Irene Tamí-Maury; Rosa Zárate-Grajales; Susana Salas-Segura

OBJETIVOS: identificar a concordância de docentes vinculados a instituições de ensino superior brasileiras, quanto às competências em saúde global, necessárias para a formação do aluno de enfermagem, durante o curso de graduação, e se as competências eram contempladas no currículo atual da instituição em que atuavam. MÉTODO: estudo exploratório-descritivo, realizado com 222 docentes que responderam a versão brasileira do "Questionário sobre Competências Básicas Essenciais de Saúde Global", disponibilizado em formato eletrônico no website Survey Monkey. RESULTADOS: houve predomínio de doutores (75,8%), sexo feminino (91,9%) e faixa etária entre 40 e 59 anos (69,3%). A média e o desvio-padrão de todas as competências questionadas variaram de 3,04 (0,61) a 3,88 (0,32), sendo que a pontuação atribuída para cada competência foi de 1 "discordo totalmente" a 4 "concordo totalmente". Os resultados demonstraram nível de concordância satisfatório dos respondentes em relação às competências de saúde global. CONCLUSÕES: o estudo demonstrou alta média de concordância dos enfermeiros docentes de instituições de ensino superior brasileiras, quanto às competências em saúde global do questionário, e, também, que os currículos das instituições de ensino superior em que atuavam comtemplavam parcialmente algumas delas, sendo que as competências do domínio "Globalização da saúde e da assistência à saúde" são as menos contempladas.

Vivências culturais de enfermeiras imigrantes em dois hospitais do Chile

Cultural experiences of immigrant nurses at two hospitals in Chile

Gabriel Rodríguez; Luz Angélica-Muñoz; Luiza Akiko Komura Hoga

OBJETIVO: pesquisar as experiências culturais de enfermeiros que imigraram para o Chile. O referencial teórico utilizado foi o Modelo de Competência Cultural de Purnell. MÉTODO: o método de Observação-Participação-Reflexão, proposto por Leininger, foi desenvolvido em dois hospitais da Cidade de Santiago, e entrevistas etnográficas foram realizadas com 15 enfermeiras migrantes. RESULTADOS: dos 12 domínios de Purnell, foram identificados: herança e visão geral, comunicação, força de trabalho, função e organização familiar, diversidade biocultural e práticas de cuidado na área de saúde. As dificuldades foram relativas ao idioma e seu significado semântico, às novas responsabilidades e ao difícil relacionamento com os colegas. "Em busca de melhores oportunidades - a decisão de imigrar", "ganhar confiança e estabelecer rede de apoio, inserção laboral e desempenho profissional" e "conquistar pessoas, com o intuito de ser aceita - a adaptação ao trabalho em um novo cenário cultural" são temas culturais que representam a vivência desses profissionais. CONCLUSÕES: a competência para prestar cuidado cultural requer o desenvolvimento de políticas públicas e programas de treinamento contínuo nas instituições de saúde, especificamente direcionados aos enfermeiros imigrantes.

Tradução e adaptação cultural para o Brasil do modelo Developing Nurses' Thinking

Translation and cultural adaptation for Brazil of the Developing Nurses' Thinking model

Rodrigo Jensen; Diná de Almeida Lopes Monteiro da Cruz; Mary Gay Tesoro; Maria Helena Baena de Moraes Lopes

OBJETIVOS: traduzir e adaptar culturalmente para a língua portuguesa do Brasil o modelo Developing Nurses' Thinking, utilizado como estratégia ao ensino do raciocínio clínico. MÉTODO: a tradução e adaptação cultural foi realizada por meio de tradução inicial, síntese das traduções, retrotradução, avaliação por comitê de especialistas e pré-teste com 33 estudantes de graduação em enfermagem. RESULTADOS: as etapas de tradução inicial, síntese das traduções e retrotradução foram realizadas a contento, havendo a necessidade de pequenos ajustes. Na avaliação pelo comitê de especialistas da versão traduzida, todos os itens obtiveram concordância superior a 80% na primeira rodada de avaliação e no pré-teste com os estudantes. O modelo mostrou-se adequado à sua finalidade. CONCLUSÃO: recomenda-se o uso do modelo como uma estratégia complementar ao ensino do raciocínio diagnóstico, visando a formação de enfermeiros mais conscientes sobre a tarefa diagnóstica e a importância da segurança do paciente.

Mestrado profissional em enfermagem: produção do conhecimento e desafios

Professional Master's degree in Nursing: knowledge production and challenges

Denize Bouttelet Munari; Cristina Maria Garcia de Lima Parada; Francine de Lima Gelbcke; Zenith Rosa Silvino; Luana Cássia Miranda Ribeiro; Carmen Gracinda Silvan Scochi

OBJETIVO: analisar a produção do conhecimento gerada pelos programas de mestrado profissional em enfermagem e refletir sobre suas perspectivas para a área. MÉTODO: estudo descritivo e analítico. Foram incluídos dados das dissertações de três instituições de ensino que titularam alunos em programas de mestrado profissional em enfermagem entre 2006 e 2012. RESULTADOS: a maioria dos 127 trabalhos de conclusão analisados se desenvolveu no contexto hospitalar; houve tendência de concentração nas áreas organizacional e assistencial, nas linhas de pesquisa processo de cuidar e gerenciamento e predomínio de estudos qualitativos. Há diversidade de produtos resultantes dos trabalhos de conclusão: avaliação de serviços/programas de saúde e geração de processos, protocolos assistenciais ou de ensino. CONCLUSÃO: os programas de mestrado profissional em enfermagem, em fase de consolidação, têm produção recente, em desenvolvimento, havendo lacuna na geração de tecnologias duras e inovação. São fundamentais para o desenvolvimento das práticas profissionais inovadoras que articulem o setor saúde e a educação.

Fatores preditivos da insuficiência renal e algoritmo de controle e tratamento

Predictive factors for renal failure and a control and treatment algorithm

Denise de Paula Cerqueira; José Roberto Tavares; Regimar Carla Machado

OBJETIVOS: avaliar a função renal de pacientes em uma unidade de terapia intensiva, identificar os fatores predisponentes ao desenvolvimento da insuficiência renal e desenvolver um algoritmo para auxiliar no controle da doença. MÉTODO: estudo exploratório, descritivo, prospectivo, com abordagem quantitativa. RESULTADOS: trinta pacientes (75,0%) tiveram diagnóstico de insuficiência renal e os principais fatores associados a essa doença foram: a idade avançada, a hipertensão arterial sistêmica, o diabetes mellitus, as doenças pulmonares e o uso de antibióticos. Dos pacientes, 23 (76,6%) apresentaram redução do clearance de creatinina nas primeiras 24 horas de internação. CONCLUSÃO: houve redução da função renal de um expressivo número de sujeitos, portanto, foi desenvolvido um algoritmo com a finalidade de auxiliar o controle da insuficiencia renal de forma prática e funcional.

Protocolo de avaliação e classificação de risco de pacientes em unidade de emergência

Assessment and risk classification protocol for patients in emergency units

Michele de Freitas Neves Silva; Gabriela Novelli Oliveira; Aline Maino Pergola-Marconato; Rafael Silva Marconato; Eliete Boaventura Bargas; Izilda Esmenia Muglia Araujo

OBJETIVO: elaborar e validar o conteúdo e verificar a confiabilidade de um protocolo de classificação de risco para Unidade de Emergência. MÉTODO: desenvolvido em um hospital universitário do interior paulista. A validação de conteúdo realizou-se em duas etapas: a primeira com a avaliação individual dos especialistas e a segunda com reunião entre as pesquisadoras e os especialistas. A aplicação do protocolo seguiu roteiro específico. Na confiabilidade utilizou-se o método de concordância ou equivalência entre observadores. RESULTADOS: o protocolo elaborado apresentou validade de conteúdo e, após a realização das alterações sugeridas, obtiveram-se resultados de confiabilidade excelentes. CONCLUSÃO: o fluxograma de atendimento mostrou-se de fácil aplicabilidade, sendo facilitador para a busca, pela queixa, em cada prioridade de atendimento.

Vivência de enfermeiros no processo de doação de órgãos e tecidos para transplante

Experience of nurses in the process of donation of organs and tissues for transplant

Edvaldo Leal de Moraes; Marcelo José dos Santos; Miriam Aparecida Barbosa Merighi; Maria Cristina Komatsu Braga Massarollo

OBJETIVO: conhecer o significado da ação de enfermeiros no processo de doação para viabilizar órgãos e tecidos para transplante. MÉTODO: pesquisa qualitativa, com abordagem da Fenomenologia Social, foi realizada por meio de entrevistas individuais com dez enfermeiros de três Serviços de Procura de Órgãos e Tecidos da cidade de São Paulo. RESULTADOS: a vivência dos enfermeiros no processo de doação foi representada pelas categorias: obstáculos vivenciados no processo de doação e intervenções realizadas. O significado da ação para viabilizar órgãos e tecidos para transplante foi descrito pelas categorias: mudar paradigmas, humanizar o processo de doação, aumentar a doação e salvar vidas. CONSIDERAÇÕES FINAIS: o conhecimento da vivência dos enfermeiros nesse processo oferece subsídios aos profissionais de saúde, que atuam em diferentes realidades, sinalizando estratégias para otimizar a obtenção de órgãos e tecidos para transplante.

Fidedignidade de indicadores de qualidade do cuidado de enfermagem: testando a concordância e confiabilidade interavaliadores

Reliability of indicators of nursing care quality: testing interexaminer agreement and reliability

Dagmar Willamowius Vituri; Yolanda Dora Martinez Évora

OBJETIVO: testar a concordância e confiabilidade interavaliadores de quinze indicadores de qualidade da assistência de enfermagem. MÉTODO: pesquisa quantitativa, metodológica, experimental e aplicada, realizada em um hospital terciário, de grande porte, de ensino público do Estado do Paraná. No tratamento dos dados foi utilizada a estatística Kappa para análise das variáveis categóricas - indicadores de 1 a 11 e 15; e o coeficiente de correlação interclasses para as variáveis contínuas - indicadores 12, 13 e 14, considerando-se o intervalo de confiança de 95%. Os dados categóricos foram tratados utilizando-se o software Lee, do Laboratório de Epidemiologia e Estatística do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia - Brasil e os dados contínuos pelo software BioEstat 5.0. RESULTADOS: os resultados pela aplicação da estatística Kappa demonstraram excelente grau de concordância, estatisticamente significante; os valores obtidos para o coeficiente de correlação interclasses denotaram reprodutibilidade/concordância excelente e estatisticamente significante para os indicadores avaliados. CONCLUSÃO: os indicadores apresentam excelente confiabilidade e reprodutibilidade, o que evidencia que o desenvolvimento de instrumentos de avaliação válidos e fidedignos é possível, além de imprescindível para gerenciamento da assistência de enfermagem.

Vivências de familiares de pacientes com colostomia e expectativas sobre a intervenção profissional

Experiences of family members of patients with colostomies and expectations about professional intervention

Augusto Ferreira-Umpiérrez; Zoraida Fort-Fort

OBJETIVO: o objetivo foi compreender a experiência de um grupo de familiares de pacientes com colostomia, revelando suas expectativas em relação à intervenção de profissionais de saúde. MÉTODO: pesquisa qualitativa, com abordagem fenomenológica social de Alfred Schütz, realizada em Montevidéu, em 2012. Participaram doze familiares de pacientes com colostomia de um serviço de ostomia de uma instituição de saúde. RESULTADOS: foram identificadas as seguintes categorias: o vínculo familiar, a confiança na equipe de saúde, a enfermeira como articuladora do processo, o desejo de humanizar o cuidado e a adaptação a uma nova vida familiar. CONCLUSÕES: foram conhecidas a vivência e as expectativas das famílias de pacientes com colostomia, enfatizando-se as relações familiares prévias, a fim de se construir sobre elas, e a confiança na equipe de saúde, enfatizando a enfermeira como articuladora do processo. As expectativas foram centradas no desejo de cuidado humanizado, melhorando a adaptação da família nuclear ao novo modo de vida, resgatando e potencializando os seus pontos fortes, e colaborando para a superação de suas fraquezas.

Esperança e espiritualidade de pacientes renais crônicos em hemodiálise: estudo correlacional

Hope and spirituality among patients with chronic kidney disease undergoing hemodialysis: a correlational study

Ana Carolina Ottaviani; Érica Nestor Souza; Natália de Camargo Drago; Marisa Silvana Zazzetta de Mendiondo; Sofia Cristina Iost Pavarini; Fabiana de Souza Orlandi

OBJETIVO: analisar a relação entre a esperança e a espiritualidade de pacientes renais crônicos em tratamento hemodialítico. MÉTODO: trata-se de estudo correlacional, de corte transversal. A amostra foi composta por 127 sujeitos em tratamento em uma Unidade de Terapia Renal Substitutiva. Os dados foram coletados por meio de entrevista individual, utilizando-se os instrumentos: caracterização dos sujeitos, Escala de Esperança de Herth e Escala de Espiritualidade de Pinto Pais-Ribeiro. RESULTADOS: o escore médio da Escala de Esperança de Herth foi de 38,06 (±4,32) e da Escala de Espiritualidade de Pinto Pais-Ribeiro nas dimensões "crenças" foi de 3,67 (±0,62) e "esperança/otimismo", 3,21 (±0,53). O coeficiente de Spearman indicou a existência de correlação positiva, de moderada magnitude entre a Escala de Esperança de Herth e as dimensões da Escala de Espiritualoidade de Pinto Pais-Ribeiro: "crenças" (r=0,430; p<0,001) e "esperança/otimismo" (r=0,376; p<0,001). CONCLUSÃO: confirmou-se a existência de relação entre o nível de esperança e de espiritualidade do paciente renal crônico, portanto, tais constructos deverão ser considerados na assistência prestada pelos profissionais de saúde, para auxiliar no enfrentamento da doença e do tratamento.

Diagnósticos de enfermagem de recém-nascidos com sepse em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal

Nursing diagnoses of newborns with sepsis in a Neonatal Intensive Care Unit

Ana Paula de Souza Santos; Maria de Lourdes Costa da Silva; Nilba Lima de Souza; Gabriela Miranda Mota; Débora Feitosa de França

OBJETIVOS: elaborar os Diagnósticos de Enfermagem de recém-nascidos com sepse em uma unidade neonatal e caracterizar o perfil dos neonatos e das genitoras. MÉTODO: estudo transversal e quantitativo, amostra de 41 neonatos. Realizaram-se exame físico e consulta ao prontuário, utilizando-se um instrumento. A elaboração dos Diagnósticos de Enfermagem seguiu um processo de inferência diagnóstica e baseou-se na North American Nursing Diagnosis Association 2012-2014. RESULTADOS: as genitoras tinham cerca de 25 anos, média baixa de consultas pré-natal e várias intercorrências na gravidez; e os recém-nascidos foram predominantemente prematuros e de muito baixo peso ao nascimento. Cinco Diagnósticos de Enfermagem foram preponderantes e todos os neonatos apresentaram risco de choque e risco de desequilíbrio do volume de líquidos. CONCLUSÃO: os Diagnósticos de Enfermagem de neonatos com sepse podem nortear a formulação de planos assistenciais específicos. O estudo contribui com a geração de novos conhecimentos e encontrou várias relações entre os Diagnósticos de Enfermagem e as variáveis selecionadas na caracterização dos neonatos que merecem ser elucidadas com mais detalhes, a partir de novas pesquisas sobre o tema.

Diagnóstico de enfermagem Risco de quedas: prevalência e perfil clínico de pacientes hospitalizados

Nursing Diagnosis Risk for falls: prevalence and clinical profile of hospitalized patients

Melissa de Freitas Luzia; Marco Antonio de Goes Victor; Amália de Fátima Lucena

OBJETIVOS: identificar a prevalência do diagnóstico de enfermagem Risco de quedas nas internações de pacientes adultos, em unidades clínicas e cirúrgicas, caracterizar o perfil clínico e identificar os fatores de risco dos pacientes com esse diagnóstico de enfermagem. MÉTODO: estudo transversal com amostra de 174 pacientes. Os dados foram coletados em sistema de prescrição de enfermagem informatizado e prontuário online e analisados estatisticamente. RESULTADOS: a prevalência do diagnóstico de enfermagem Risco de quedas foi de 4%. O perfil dos pacientes apontou para idosos, sexo masculino (57%), internados nas unidades clínicas (63,2%), com tempo mediano de internação de 20 (10-24) dias, portadores de doenças neurológicas (26%), cardiovasculares (74,1%) e várias comorbidades (3 ± 1,8). Os fatores de risco prevalentes foram alteração neurológica (43,1%), mobilidade prejudicada (35,6%) e extremos de idade (10,3%). CONCLUSÃO: os achados contribuíram para evidenciar o perfil dos pacientes com risco de queda, internados em unidades clínicas e cirúrgicas, o que favorece o planejamento de intervenções preventivas a esse evento adverso.

Tecendo significados do processo deliberativo da gestão colegiada na enfermagem

Weaving meanings from the deliberative process of collegiate management in nursing

Giovana Dorneles Callegaro Higashi; Alacoque Lorenzini Erdmann

OBJETIVO: compreender os significados das deliberações colegiadas, atribuídos pelos seus membros, em um curso de graduação em enfermagem. MÉTODO: Teoria Fundamentada nos Dados, sendo entrevistados 30 participantes, constituindo 4 grupos amostrais, entre janeiro e junho de 2012, numa instituição pública de ensino superior. RESULTADO: emergiram 5 categorias, apontando o fenômeno e tecendo o modelo paradigmático: compreendendo a experiência das relações e interações complexas nas deliberações em gestão colegiada de enfermagem - entrelaçando divergências, convergências, diálogos, coletividades e diversidades. Esse processo deliberativo apresenta diversos significados envolvendo discussão, posições divergentes, convergentes e complementares, mediante diálogo, comprometimento e negociação. CONCLUSÃO: as deliberações no colegiado de enfermagem entrelaçam diálogos, coletividades e diversidades, moldando as tessituras complexas relacionais.

Avaliação das técnicas de massagem e ordenha no tratamento do ingurgitamento mamário por termografia

Assessment of techniques of massage and pumping in the treatment of breast engorgement by thermography

Anita Batista dos Santos Heberle; Marcos Antônio Muniz de Moura; Mauren Abreu de Souza; Percy Nohama

OBJETIVO: avaliar técnicas de massagem e ordenha no tratamento do ingurgitamento mamário puerperal, por meio da termografia. MÉTODO: a pesquisa foi realizada no Banco de Leite Humano de um hospital de Curitiba, Brasil. Selecionaram-se, aleatoriamente, 16 lactantes com ingurgitamento com classificação lobar, ampolar e glandular moderado e intenso. Compararam-se os padrões diferenciais de temperatura, antes e após o tratamento realizado, por meio de massagem e ordenha. RESULTADOS: constatou-se um gradiente negativo de 0,3ºC de temperatura entre o pré e o pós-tratamento no grupo experimental. Mamas com ingurgitamento intenso foram 0,7ºC mais quentes quando comparadas com ingurgitamento moderado. CONCLUSÃO: a massagem e ordenha eletromecânicas são superiores às manuais, quando avaliadas por termografia. REBEC: U1111-1136-9027.

Estratégias maternas referentes à alimentação e à atividade física e sua relação com o estado nutricional dos filhos

Maternal Eating and Physical Activity Strategies and their Relation with Children's Nutritional Status

Yolanda Flores-Peña; Rosario Edith Ortiz-Félix; Velia Margarita Cárdenas-Villarreal; Hermelinda Ávila-Alpirez; Corina Mariela Alba-Alba; Roandy Gaspar Hernández-Carranco

OBJETIVOS: descrever as estratégias maternas referentes à alimentação e à atividade física (monitoramento, disciplina, controle, limites e reforço), determinar a relação entre as estratégias maternas referentes à alimentação e à atividade física e o estado nutricional da criança (índice de massa corporal e porcentagem de gordura corporal) e verificar se as estratégias maternas diferem de acordo com o estado nutricional da criança. MÉTODO: participaram 558 mães e filhos (3 a 11 anos), estudantes em escolas públicas. A Escala Estratégias Parentais referentes à Alimentação e à Atividade foi aplicada, e o peso, a altura e a porcentagem de gordura corporal da criança foram medidos. Para a análise, foram obtidas estatísticas descritivas e foram aplicados a regressão linear múltipla e o teste de Kruskal-Wallis. RESULTADOS: o reforço apresentou a média mais alta (62,72) e o controle, a mais baixa (50,07). Disciplina, controle e limites representaram 12% do índice de massa corporal, e disciplina e controle, os 6% da porcentagem de gordura corporal. O maior controle é exercido em crianças que apresentam obesidade (?2=38,36, p=0,001), e o maior reforço, em crianças com baixo peso (?2=7,19, p<0,05). CONCLUSÕES: mães exercem maior controle (pressão para comer) sobre crianças obesas e concedem maior reconhecimento (elogio por uma alimentação saudável) às crianças com baixo peso. Recomenda-se que as estratégias parentais sejam modificadas, a fim de fortalecer hábitos saudáveis de alimentação e atividade física.

Anticoncepção pós-abortamento: atenção e práticas

Post-abortion contraception: care and practices

Ana Luiza Vilela Borges; Renata Luciria Monteiro; Luiza Akiko Komura Hoga; Elizabeth Fujimori; Christiane Borges do Nascimento Chofakian; Osmara Alves dos Santos

OBJETIVO: analisar a atenção em anticoncepção recebida por mulheres durante a hospitalização por abortamento e suas práticas contraceptivas, no mês subsequente a esse episódio. MÉTODO: estudo longitudinal com mulheres hospitalizadas por abortamento, em uma maternidade pública da cidade de São Paulo. Foram feitas entrevistas face a face (n=170) e, após um mês, por contato telefônico (n=147) entre maio e dezembro de 2011. RESULTADOS: as orientações em anticoncepção e a alta hospitalar com método anticonceptivo prescrito foram referidas por proporção reduzida de mulheres. Houve tendência de significância estatística para a prescrição de método anticonceptivo, ajustado pela idade, na alta hospitalar e o seu uso no mês subsequente. A maioria das mulheres teve relações sexuais (69,4%) com uso de método anticoncepcional (82,4%), mas sem orientação de profissional de saúde (63,1%). CONCLUSÃO: apesar da atenção em anticoncepção pós-abortamento estar aquém das diretrizes estabelecidas pelas políticas públicas, as mulheres demonstraram disponibilidade para usar métodos anticonceptivos.

Neutropenia: ocorrência e manejo em mulheres com câncer de mama em quimioterapia

Neutropenia: occurrence and management in women with breast cancer receiving chemotherapy

Talita Garcia do Nascimento; Marceila de Andrade; Rosemeire Aparecida de Oliveira; Ana Maria de Almeida; Thais de Oliveira Gozzo

OBJETIVOS: identificar a prevalência e descrever o manejo de neutropenia ao longo do tratamento quimioterápico, entre mulheres com câncer de mama. MÉTODOS: estudo observacional, ciclos de quimioterapia. Registraram-se 116 eventos neutropênicos e 63,3% das pacientes apresentaram neutropenia em algum momento do tratamento, sendo que 46,5% desses foram de grau II. O manejo utilizado foi a suspensão temporária entre os ciclos e a média de atrasos foi de 6, prospectivo, longitudinal, onde foi realizada a avaliação das toxicidades hematológicas, a cada ciclo de quimioterapia, neoadjuvante ou adjuvante. RESULTADOS: foram incluídas 79 mulheres submetidas a 572 ciclos de quimioterapia. Registraram-se 116 eventos neutropênicos e 63,3% das pacientes apresentaram neutropenia em algum momento do tratamento, sendo que 46,5% desses foram de grau II. O manejo utilizado foi a suspensão temporária entre os ciclos e a média de atrasos foi de 6.

Participação de adolescentes na Estratégia Saúde da Família a partir da Estrutura Teórico-Metodológica de uma Participação Habilitadora

Participation of adolescents in the Family Health Strategy from the theoretical-methodological structure of an enabler to participation

Roberta Peixoto Vieira; Sílvia Helena Pereira Gomes; Maria de Fátima Antero Sousa Machado; Italla Maria Pinheiro Bezerra; Caroline Antero Machado

OBJETIVO: avaliar a participação de adolescentes na Estratégia Saúde da Família, a partir da Estrutura Teórico-Metodológica de uma Participação Habilitadora. MÉTODO: estudo quantitativo, realizado de dezembro de 2010 a março de 2011, com 213 profissionais da Estratégia Saúde da Família, na região do Cariri, Ceará, Brasil. Os dados foram coletados através de questionário e organizados no Statistical Package for the Social Sciences, versão 18.0. RESULTADOS: o nível de Participação Normativa torna-se manifesto a partir da busca do adolescente pelo serviço de saúde, motivada pela doença (77,9%). A Participação Normativa + Independência aparece quando os mesmos buscam o pré-natal e o planejamento familiar. A Participação Emancipatória foi identificada através da frequência dos adolescentes em atividades de grupo, nas escolas, sendo observado um movimento em direção ao nível de Participação Transformadora. CONCLUSÃO: nesse contexto, entende-se que existe necessidade de estimular o processo participativo dos adolescentes para a mudança na promoção da saúde desse grupo.

Avaliação do risco de disfagia, estado nutricional e ingestão calórica em idosos com Alzheimer

Evaluation of dysphagia risk, nutritional status and caloric intake in elderly patients with Alzheimer's

Vanessa Fernanda Goes; Pâmela Billig Mello-Carpes; Lilian Oliveira de Oliveira; Jaqueline Hack; Marcela Magro; Juliana Sartori Bonini

OBJETIVO: avaliar o risco de disfagia e sua relação com o estágio da doença de Alzheimer, bem como a relação entre o risco de disfagia, o estado nutricional e a ingestão calórica em idosos com doença de Alzheimer. MÉTODOS: a amostra foi constituída por 30 indivíduos de ambos os sexos, com diagnóstico provável de doença de Alzheimer. O estágio da doença, o estado nutricional, a ingestão energética e risco de disfagia foram avaliados. RESULTADOS: verificou- se que maior risco de disfagia está associado ao avanço das fases da doença de Alzheimer e mesmo os pacientes nos estágios iniciais da doença apresentam leve risco de desenvolvimento de disfagia. Não foi encontrada associação entre o estado nutricional e o risco de disfagia. Altos níveis de ingestão inadequada de micronutrientes em pacientes também foram observados. CONCLUSÃO: identificou-se associação entre disfagia e desenvolvimento da doença de Alzheimer. Os achados desta pesquisa apontam para a necessidade de monitorar a presença de disfagia e da ingestão de micronutrientes em pacientes com doença de Alzheimer.

Nursing Activities Score: carga de trabalho de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva de queimados

Nursing Activities Score: nursing work load in a burns Intensive Care Unit

Marcia Bernadete Camuci; Júlia Trevisan Martins; Alexandrina Aparecida Maciel Cardeli; Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi

OBJETIVO: avaliar a carga de trabalho de enfermagem em uma Unidade de Terapia Intensiva de Queimados, de acordo com o Nursing Activities Score. MÉTODO: estudo exploratório, descritivo, transversal, com abordagem quantitativa. Utilizou-se o Nursing Activities Score para a coleta de dados entre outubro/2011 e maio/2012, totalizando 1.221 medidas, obtidas de prontuários de 50 pacientes. Dados de variáveis qualitativas foram descritas em tabelas; para as variáveis quantitativas foram utilizados cálculos das medidas estatísticas. RESULTADOS: a média da pontuação do Nursing Activities Score foi de 70,4% e mediana de 70,3%, correspondendo à porcentagem de tempo gasto na assistência direta ao paciente em 24 horas. CONCLUSÃO: o Nursing Activities Score forneceu informações que envolvem o processo do cuidar de pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva de Queimados e apontou que há elevada carga de trabalho para a equipe de enfermagem do setor estudado.

Impacto de um programa de atividade física sobre a ansiedade, depressão, estresse ocupacional e síndrome de Burnout dos profissionais de enfermagem no trabalho

Impact of a physical activity program on the anxiety, depression, occupational stress and burnout syndrome of nursing professionals

Anderson Rodrigues Freitas; Estela Cristina Carneseca; Carlos Eduardo Paiva; Bianca Sakamoto Ribeiro Paiva

OBJETIVO: avaliar os efeitos de um programa de atividade física no local de trabalho sobre os níveis de ansiedade, depressão, Burnout, estresse ocupacional e na autopercepção da saúde e qualidade de vida, relacionada ao trabalho de uma equipe de enfermagem, em uma unidade de cuidados paliativos. MÉTODOS: o programa de atividade física no local de trabalho foi realizado cinco dias por semana, com duração de dez minutos, durante três meses consecutivos. Vinte e um profissionais de enfermagem foram avaliados antes e após a intervenção, com o Hospital Anxiety and Depression Scale, o Inventário Maslch Burnout, e o Job Stress Scale. As mudanças na autopercepção da saúde e qualidade de vida, relacionada ao trabalho, foram mensuradas por meio de um questionário semiestruturado. RESULTADOS: o programa de atividade física no local de trabalho não acarretou resultados significativos sobre os níveis de ansiedade, depressão, Burnout e estresse ocupacional. No entanto, após a intervenção, os participantes relataram melhor percepção de dor e sensação de fadiga no trabalho. CONCLUSÃO: o programa de atividade no local de trabalho não resultou em efeitos benéficos sobre estresse ocupacional e variáveis psicológicas, mas foi bem-aceito pelos profissionais de enfermagem, que relataram melhora na percepção da saúde e qualidade de vida relacionada ao trabalho.

Acompanhamento telefônico de pacientes pós-prostatectomia radical: revisão sistemática

Telephone follow-up of patients after radical prostatectomy: a systematic review

Luciana Regina Ferreira da Mata; Ana Cristina da Silva; Maria da Graça Pereira; Emilia Campos de Carvalho

OBJETIVO: avaliar e sintetizar as melhores evidências científicas de ensaios clínicos controlados randomizados sobre acompanhamento telefônico de pacientes pós-prostatectomia radical, a partir de informações sobre como as chamadas telefônicas são realizadas e os efeitos clínicos e psicológicos para os indivíduos que receberam essa intervenção. MÉTODO: a busca foi realizada nas bases eletrônicas MEDLINE, Web of Science, Embase, CINAHL, LILACS e Cochrane. Das 368 referências encontradas, cinco foram selecionadas. RESULTADOS: dois estudos testaram intervenções direcionadas ao apoio psicológico e três testaram intervenções direcionadas aos efeitos físicos do tratamento. A intervenção psicoeducativa para o gerenciamento da incerteza, referente à doença e ao tratamento, apresentou evidências estatisticamente significativas, reduziu o nível da incerteza e da angústia gerada por essa. CONCLUSÃO: foi possível determinar os efeitos benéficos do acompanhamento telefônico, sendo uma ferramenta útil para o acompanhamento de pacientes pós-prostatectomia.

Errata

Financiamento:CNPqSIBi

Contato

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP
Revista Latino-Americana de Enfermagem
Av. Bandeirantes, 3900 - Vila Monte Alegre
CEP: 14040-902 - Ribeirão Preto, SP, Brasil

Telefone: +55 (16) 3315-3451, +55 (16) 3315-4407
E-mail: rlae@eerp.usp.br